Átila tem meta ambiciosa na fase decisiva da Stock Car

14 de setembro de 2009

Além de se manter entre os 10 que vão disputar o título de 2009 da Copa Nextel Stock Car, piloto da equipe AMG busca encerrar fase classificatória entre os três melhores. Restam duas corridas para a Super Final. Ser agressivo ou conservador ? Atacar ou administrar ? Qual a melhor estratégia para um piloto que está bem encaminhado no playoff, mas quer mesmo passar para a próxima fase entre os três que disputarão o título da temporada 2009 da Copa Nextel Stock Car ?. O momento é decisivo. Átila Abreu ocupa a 8ª. posição na classificação. No próximo fim de semana, acontece a 7ª. Etapa, no Rio de Janeiro. E a partir da 9ª. etapa só os 10 melhores seguem na disputa do título, num playoff de 4 etapas.

“Com certeza estamos trabalhando duro para garantir nossa vaga, porém, mais do que isso, nossa meta para esse ano é ser campeão e para entrar competitivo no playoff é importante entrar entre os três primeiros. O carro tem se mostrado rápido. Nas últimas 4 corridas larguei entre os 6. Acho que só precisamos manter o ritmo e focar na soma do maior número possível de pontos”, analisa Átila, que soma 45 pontos. O líder e único já garantido é Cacá Bueno, com 91; seguido por Marcos Gomes, 65 e Valdeno Brito, em terceiro, com 58. Ainda restam duas corridas para a definição dos 10 que seguem na Super Final – RJ e Campo Grande – e 56 pontos em jogo.

Pela performance de Átila aliada ao trabalho da equipe AMG Motorsport , o piloto de 22 anos – o mais novo da categoria – tem retrospecto favorável para atingir sua meta. Seus resultados nas classificações são boas credenciais para quem quer lutar pelo título. Nas últimas 4 etapas, esteve sempre entre os 6 que disputam a pole no Q3. Nas corridas, Átila conta com dois pódios seguidos (3º) em Brasília e Santa Cruz do Sul; um 7º. em SP; abandono em Curitiba, quando ocupava a 8ª. posição e perdeu a roda; de volta a SP, subiu de novo no pódio, em 3º., mas depois foi penalizado pela CBA por uma ultrapassagem discutível, caiu para 12º. e ainda marcou pontos; e na ultima etapa, em Salvador, de novo sofreu com a perda da roda, quando estava em 4º.

Quanto a estratégia para a etapa carioca, Átila comenta: “Largar entre os três primeiros, para se livrar das confusões. E durante a corrida, é uma mistura de cautela e agressividade. Se houver oportunidade ultrapassar, em situação de risco, esperar o melhor momento. Ano passado no Rio larguei em 31º., fiz corrida de recuperação e terminei em 10º. É uma pista que me identifico, conta com pontos de ultrapassagem, por isso é importante ter um carro rápido. Agora o asfalto é abrasivo, gerando muito desgaste de pneus e consequentemente paradas para troca”.

Essa é a segunda temporada de Átila na Stock Car e a primeira pela equipe AMG. Ano passado, terminou na 8ª. colocação na classificação final.

Programação – 7ª. etapa do Rio de Janeiro:
Sexta-feira, dia 18
12h30 às 13h00 – 1º Treino Livre (Grupo 1)
13h05 às 13h35 – 1º Treino Livre (Grupo 2)
16h20 às 16h50 – 2º Treino Livre (Grupo 1)
16h55 às 17h25 – 2º Treino Livre (Grupo 2)

Sábado, dia 19
8h15 às 8h45 – 3º Treino Livre (Grupo 1)
8h50 às 9h20 – 3º Treino Livre (Grupo 2)
11h40 às 13h00 – Treino Classificatório

Domingo, dia 20
11h00 – 7ª etapa Copa Nextel Stock Car

Classificação do campeonato:
1. Cacá Bueno, 91 pontos;
2. Marcos Gomes, 65;
3. Valdeno Brito, 58;
4. Max Wilson, 55;
5. Antonio Pizzonia, 51;
6. Luciano Burti, 48;
7. Ricardo Maurício, 47;
8. Átila Abreu, 45;
9. Allam Khodair, 42
10. Antonio Jorge Neto, 42