Briatore e Symonds são demitidos pela Renault

16 de setembro de 2009

A equipe Renault de Fórmula Um, através de comunicado emitido na manhã desta quarta (16) confirmou a demissão do chefe de equipe, Flávio Briatore e o chefe de engenharia, Pat  Symonds em razão do escandalo envolvendo o time francês no Grande Prêmio de Cingapura em 2008.

A exclusão dos dirigentes do quadro de funcionários da Renault acabou sendo um indicativo da montadora francesa, dona da equipe, de que a sua direção não concorda com as atitudes tomadas por Biratore e Symonds.

Veja o que diz ocomunicado: “O time ING Renault F1 não discutirá as recentes alegações feitas pela FIA, em relação ao Grande Prêmio de Cingapura 2008. O time também deseja declarar que seu diretor administrativo, Flavio Briatore, e seu diretor executivo de engenharia, Pat Symonds, deixaram a equipe. Antes de presenciar a audiência diante do Conselho Internacional de Automobilismo, em Paris, no dia 21 de setembro de 2009, o time não fará qualquer comentário”.

A Federação Internacional de Autmobilismo (FIA) realiza  audiência dia 21 deste mês com representantes da Renault.