Ramires tem problema de motor e diz que resultado com chuva não são parâmetro

18 de setembro de 2009

Em um dia em que a chuva comprometeu os planos de adaptação e preparação das equipes do Campeonato Brasileiro de Fórmula Truck, o goiano Leandro Reis, da Scania, estabeleceu nesta sexta-feira (18) a volta mais rápída dos treinos preparatórios para a sétima etapa. Duas sessões livres deram início à preparação dos 24 pilotos para a corrida deste domingo (20) no Autódromo Internacional Juan y Oscar Gálvez, em Buenos Aires.

As duas sessões aconteceram com pista molhada. “Os resultados de hoje não servem como parâmetro, até porque o tempo deve melhorar durante o fim de semana, segundo a meteorologia”, opina o paulista Vinicius Ramires, da Mercedes-Benz, que fechou a programação com a 20ª colocação. “Com essas condições, não deu para ninguém fazer muita coisa, tudo ainda está na base do ‘achismo’. Amanhã as coisas começam a se encaixar”, diz.

Ramires, que tem no caminhão número 80 da equipe RRT2 as cores de Banco Mercedes-Benz, Tertecman e Ramires Diesel, disse ter gostado do traçado número 8 do autódromo argentino, onde acontecem treinos e corrida. “Gostei da pista, deu para ver que é bem de alta velocidade”, afirma. Ele teve problemas com o motor do caminhão. “No segundo treino, só consegui dar uma volta. Teria melhorado bem o tempo se pudesse treinar mais”, garante.Foto: Orlei Silva/Divulgação.