União e profissionalismo formam receita para bom trabalho na pista

18 de setembro de 2009

O campeonato com os carros mais desejados do mundo. Esta pode ser considerada a melhor descrição do Itaipava GT3 Brasil, uma categoria que reúne supermáquinas como Porsche, Ferrari, Viper e Ford GT é o sonho de todos os apaixonados por automobilismo e até mesmo dos pilotos. A opinião vem de Ronaldo Freitas, que participa da atual temporada com um carro de Stuttgart pela equipe WB Motorsport.

“Guiar um Porsche em uma categoria como o Itaipava GT3 Brasil é um sonho para todo piloto. Os carros são fantásticos, verdadeiras supermáquinas! É uma oportunidade de ouro esta que estou tendo, de competir nesta temporada, que além das máquinas, tem também excelentes pilotos. E para mim é uma honra correr ao lado deles”, comemorou.

O piloto, que está em seu primeiro ano na categoria, divide a pilotagem do Porsche número 7 com o experiente Antônio Hermann, que foi um dos responsáveis pela ida de Freitas para o Itaipava GT3 Brasil. Além do “padrinho”, Ronaldo ainda é companheiro de equipe de grandes nomes do automobilismo nacional como Ricardo Maurício, Thiago Camilo e Betinho Gresse.

“Correr pela equipe do Washington Bezerra (a WB Motorsport) é incrível. O time todo é muito unido. Devo a minha entrada na equipe e na categoria ao Antônio Hermann, que me convidou, e aos nossos patrocinadores. O Hermann tem me ajudado muito na adaptação ao carro e ter a chance de dividir a equipe com o Ricardinho (Maurício), o Thiago (Camilo) e o Betinho (Gresse) é realmente uma aula. Eles ajudam muito e passam várias informações sobre o carro. Por isso disse que a equipe é única. Todo mundo está se ajudando sempre”, contou.

A próxima etapa da temporada 2009 acontece no fim de semana dos dias 25, 26 e 27 de setembro, no autódromo de Jacarepaguá, no Rio de Janeiro, onde Freitas acredita que os carros alemães da WB Motorsport podem conquistar um grande resultado. “Eu tenho a esperança de que os Porsche vão andar muito bem. Esse desempenho que estamos apresentando nas últimas corridas não é uma coisa que aconteceu do dia para a noite. O Washington Bezerra vem trabalhando com Porsche há três anos e agora estamos colhendo os frutos. Então, espero que dê Porsche no Rio”, disse.