Copa Vicar: classificação vale mais que a corrida em Campo Grande

1 de outubro de 2009

Etapa importante para a definição dos candidatos ao título da Copa Vicar, a corrida de Campo Grande, que acontece neste domingo (4) no circuito Orlando Moura, pode ser decidida antes mesmo da largada.

A história da categoria na capital sul-mato-grossense prova que a vitória na prova depende 100% da posição do piloto no grid de largada: em quatro etapas disputadas, o primeiro lugar ficou restrito apenas aos que iniciaram a disputa da primeira fila.

“Como é muito dificil ultrapassar, a prioridade inicial é achar um bom acerto para a classificação. Só depois, vamos pensar em ajustes para a corrida”, afirma Gustavo Sondermann (Banco Sofisa/Colonial Racing/CHT), que marcou a pole position e venceu a etapa de 2008 da Pick-up Racing, onde foi o campeão.

“Como ocorreu a mudança do asfalto (que foi recapeado pela prefeitura de Campo Grande), este ano ainda não sei como a corrida vai ser. Porém, se pensarmos com relação ao ano passado, o segredo é acertar o carro para gastar pouco pneu, além de largar na frente”, completou o piloto da Gramacho Costa (Tozan).

Campeão da categoria em 2005, quando ela ainda era chamada de Stock Light, Renato Jader David (Jader Racing) quer repetir o bom desempenho do Rio de Janeiro, onde andou boa parte da prova entre os primeiros, até ser atingido por outros carros e ficar em décimo. “Estou muito motivado. Temos um carro muito rápido e bem acertado. Agora, espero não ser prejudicado novamente por acidentes”, disse o campineiro.

Para conseguir um bom lugar no grid e fugir das batidas, a ideia é pegar a mão do carro o mais rápido possível, de acordo com Rodrigo Navarro (Grupo Qualicorp). “Esperamos encontrar o acerto ideal logo de cara, para buscarmos um bom resultado e ajudarmos a equipe à conseguir pontos importantes para o campeonato”, completou. Foto:fernanda Freixosa/Divulgação.