Thiago Camilo vence em Campo Grande e garante vaga na Super Final

4 de outubro de 2009

Emoção do começo ao fim, situação digna da principal categoria do automobilismo nacional. Assim foi a oitava etapa da Copa Nextel Stock Car, disputada neste domingo no Autódromo Internacional de Campo Grande (MS). Ao final das 29 voltas, o paulista Thiago Camilo, da Ipiranga Racing (Chevrolet), foi o melhor, tornando-se o oitavo piloto diferente a ganhar na temporada, e, principalmente, garantindo um lugar da Super Final. Nas últimas quatro provas, Curitiba, Brasília, Tarumã e São Paulo, apenas os dez mais bem colocados até agora brigarão pelo titulo de 2009.

Numa das disputas mais equilibradas dos últimos anos, Thiago completou a prova com o tempo de 43min32seg414, media de 135,15 km/h. O segundo lugar ficou com o carioca Duda Pamplona, da Officer Pamplona’s (Chevrolet), a 0seg346, enquanto Átila Abreu, da AMG Motorsport (Chevrolet), que havia feito a pole position, em terceiro, a 0seg975. A próxima corrida será no dia 25 de outubro, no Autódromo Internacional de Curitiba.

Com os resultados de Campo Grande, os pilotos da Super Final são estes: 1) Cacá Bueno, 235 pontos; 2) Valdeno Brito, 223; 3) Thiago Camilo, 221; 4) Átila Abreu, 219; 5) Ricardo Mauricio, 218; 6) Marcos Gomes, 215; 7) Daniel Serra, 212; 8) Allam Khodair, 211; 9) Max Wilson, 210; 10) Luciano Burti, 207.

Toda a expectativa para a corrida de Campo Grande se confirmou na pista. A definição para a Super Final acabou dando outro clima à disputa, proporcionando momentos incríveis e uma das melhores etapas da história da competição. Sorte do bom público presente ao autódromo, estimado 31 mil pessoas, que pode vibrar com os pilotos.

A etapa, como não poderia deixar de ser, foi repleta de opções. Não faltaram as brigas por posição, toques, capôs voando e muita técnica dos 30 competidores. Átila, que largou na frente pela primeira vez, manteve a ponta, com Thiago Camilo e Duda Pamplona na sua cola. No reabastecimento, Thiago conseguiu tomar a ponta e lutou até o final para garantir a primeira vitória na temporada e a sétima da carreira.

Thiago Camilo terminou a prova muito emocionado com a primeira posição e com sua classificação na Super Final. “Foi muita emoção e bastante sofrido. Meu carro quebrou três vezes quando eu estava na primeira posição nas provas anteriores. Mas ainda bem que deu tudo certo aqui e consegui me classificar em terceiro para a Super Final”, afirmou o paulista que se classificou na terceira posição.

Falando sobre a disputa acirrada, o vencedor não teve duvidas sobre as dificuldades. “Foi a prova mais complicada e tensa da minha vida, ainda mais que eu vinha sobre pressão por não ter ido bem na etapa do Rio de Janeiro. Acredito que não terei vantagem alguma sobre os outros pilotos, mas sei que tenho mais chances que os outros no quesito equipamento”, conclui o paulista que acha que seus principais adversários serão definidos na ultima etapa, em São Paulo.

Duda Pamplona, que largou na sétima posição, tinha a vantagem de não ter que largar com pneus usados. “Eu sabia que tinha uma condição melhor de pneus e por isso parti para cima dos meus concorrentes e consegui chegar nessa boa posição”, comentou o carioca que estava bastante satisfeito com o trabalho que sua equipe fez em seu carro.

Já Átila Abreu concordou com Thiago Camilo em relação a emoção da prova e fez uma prova em que teve que se arriscar mais. ” Foi a corrida com mais emoção. Tive de arriscar mais para abrir do Thiago, porque sabia que teria que fazer troca de pneus e que foi um erro pois só trocamos os traseiros e o carro começou a sair de dianteira”, afirmou o piloto que agora briga pelo título da temporada 2009. Foto:Fernanda Freixosa./Divulgação.

Resultado da oitava etapa da Copa Nextel Stock Car:

1º) 21 – Thiago Camilo (Chevrolet, SP), 29 voltas em 43:52.414 (média de 136,15 km/h)
2º) 23 – Duda Pamplona (CV , RJ), a 0.346
3º) 51 – Atila Abreu (CV , SP), a 0.975
4º) 77 – Valdeno Brito (P3 , PB), a 3.595
5º) 20 – Ricardo Sperafico (P3 , PR), a 7.727
6º) 18 – Allam Khodair (P3 , SP), a 9.291
7º) 90 – Ricardo Mauricio (CV , SP), a 10.009
8º) 14 – Luciano Burti (CV , SP), a 10.298
9º) 0 – Cacá Bueno (P3 , RJ), a 12.704
10º) 99 – Xandinho Negrão (CV , SP), a 13.486
11º) 29 – Daniel Serra (P3 , SP), a 25.862
12º) 9 – Giuliano Losacco (P3 , SP), a 26.066
13º) 74 – Popó Bueno (CV , RJ), a 36.080
14º) 10 – Ricardo Zonta (P3 , PR), a 36.510
15º) 35 – David Muffato (P3 , PR), a 37.284
16º) 6 – Alceu Feldmann (CV , PR), a 37.856
17º) 7 – Thiago Marques (P3 , PR), a 44.548
18º) 15 – Antonio Jorge Neto (P3 , SP), a 47.748
19º) 44 – Norberto Gresse (CV , SP), a 48.460
20º) 63 – Lico Kaesemodel (CV , PR), a 49.483
21º) 33 – Felipe Maluhy (P3 , SP), a 52.245
22º) 2 – Alan Hellmeister (P3 , SP), a 1:04.078
23º) 11 – Nonô Figueiredo (CV , SP), a 1:04.779
24º) 12 – Hoover Orsi (P3 , MS), a 1 volta
25º) 65 – Max Wilson (CV , SP), a 3 voltas
26º) 3 – Chico Serra (P3 , SP), a 12 voltas
27º) 55 – Paulo Salustiano (CV , SP), a 12 voltas
28º) 8 – Pedro Gomes (CV , SP), a 13 voltas
29º) 80 – Marcos Gomes (CV , SP), a 28 voltas

Melhor Volta: Duda Pamplona, 1:27.075 (141,93 km/h)