Carlos Alves Competition Team, muito próxima de retornar para a Stock Car

5 de outubro de 2009

Após o resultado da última etapa da Copa Vicar, realizada no domingo (4), no Autódromo Internacional de Campo Grande (MS), Carlão Alves, titular da Carlos Alves Competition Team, reconhece que está muito próximo o retorno de seu time para a categoria principal, onde figurou por 15 anos consecutivos, de 1992 até 2007.

A corrida da Copa Vicar em Campo Grande foi muito disputada, com mudanças constantes na liderança e foi vencida por Felipe Lapenna. O paranaense Rodrigo Sperafico (Carlos Alves), que fez sua primeira participação este ano na Copa Vicar, depois de passagens por diversas outras categorias internacionais, além do título de vice-campeão da Copa Nextel em 2007, representou a paulistana Carlos Alves Competition Team com brilhantismo, largando na sétima posição e cruzando a linha de chegada em terceiro, mesmo tendo problemas de freios durante praticamente toda a corrida.

“Acredito que atingimos o nosso objetivo, que era fazer o maior número de pontos possíveis. Se não tivesse tido um grave problema de freios, tenho certeza que teria vencido a corrida”, afirmou o piloto.

“Vou para Curitiba para lutar pela vitória e pela classificação da equipe. Gosto e conheço muito o circuito, é o meu favorito”, encerrou Sperafico.

Durante a tradicional coletiva de imprensa que é realizada com os três melhores colocados na prova, Sperafico foi indagado por um jornalista, se “não estaria dando um passo atrás na sua carreira, por estar participando da Copa Vicar”, quando foi enfático na resposta:

“Pelo contrário, tenho grande prazer de participar da Copa Vicar, que é uma categoria extremamente competitiva, e tenho muito orgulho de lutar pela classificação da minha equipe. Qualquer piloto que for bem na Copa Vicar está pronto para ir para a Copa Nextel”, arrematou o paranaense.

Para o outro piloto da Carlos Alves Competition Team, o também paranaense Julio Campos (Sherwin Williams-Metalatex), que chegou na quinta colocação, depois de ter largado na 12ª posição, o resultado foi satisfatório:

“Apesar de ter largado atrás, estou satisfeito com o resultado em virtude dos pontos, que são importantes para a subida da equipe. O Galid (Galid Osman) jogou sujo o tempo inteiro e acabou estragando toda nossa corrida. Mas, em Curitiba a gente vai buscar a vitória”, desabafou Campos.

Pelo entusiasmo demonstrado pelos pilotos paranaenses e como Campos ficou com a melhor volta da corrida e Sperafico com a segunda melhor, Carlão Alves pode ficar bem animado para a próxima etapa da Copa Vicar, uma vez que ambos prometeram lutar pela vitória.

“Estou muito satisfeito com o resultado da corrida. Marcamos 28 pontos no campeonato de equipes o que nos dá uma grande esperança de classificação. O Sperafico confirmou minhas expectativas, mostrando que é guerreiro e vencedor”, disse Carlão.

“O Julio Campos que já venceu este ano é um sério candidato ao título de pilotos. Ele é incansável, por que venceu na pick up e ainda marcou muitos pontos para a nossa equipe. Vamos com tudo para Curitiba, pena que não dá para os dois vencerem”, brincou o experiente Carlão Alves.
O terceiro piloto da equipe, o paulistano Marcelo Tomasoni (CM Capital Markets), que não fez uma boa classificação no sábado, teve que se conformar em largar apenas na 25 ª colocação.

No domingo, com uma largada cautelosa vinha fazendo uma boa corrida, seguindo uma estratégia da equipe, isto é, de não se envolver em nenhum acidente na largada e ganhar o maior número possível de posições, para chegar à zona de pontuação.

Mas, na quinta volta da corrida, acabou colocando uma roda fora do traçado apertado de Campo Grande, o que foi o bastante para que perdesse a traseira do carro e saísse da pista, tampando completamente a tomada de ar do radiador.

“O carro começou a esquentar muito, então imaginei que só poderia ser por causa da grama obstruindo o radiador. Fui obrigado a entrar nos boxes, para que a equipe pudesse limpar a frente do carro, contou Tomasoni.

“O meu carro estava muito bom, mas esse erro atrapalhou toda minha corrida. Esbarrei na zona de pontos novamente, mas acredito que possa andar bem em Curitiba. Já está na hora de marcar mais pontos”, finalizou o paulistano.

A próxima etapa da Copa Vicar, será realizada no dia 25, no autódromo Internacional de Curitiba.