Equipe cearense crava o segundo melhor tempo no segundo dia do Rally dos Bandeirantes

12 de outubro de 2009

A previsão de chuva para o final de semana em Taubaté, SP, não se confirmou. O sol raiou forte neste domingo (11) na cidade sede do 7º Rally dos Bandeirantes, que abre a temporada da Copa RallySP (1ª, 2ª e 3ª etapas) e dá continuidade ao Campeonato Brasileiro de Rally Cross-Country (10ª, 11ª e 12ª etapas).

A prova de hoje – válida pela 2ª etapa da Copa RallySP e 11ª etapa do Brasileiro – teve 134,72 quilômetros, divididos em duas especiais de 67,36 quilômetros. A Reijers Rally Team, que conta com a pilotagem de Roberto Reijers e a navegação de Rogério Almeida, conquistou a 2ª posição do dia. Com mais este acumulado, eles contabilizam no Brasileiro 33,5 pontos, mantendo-se na terceira posição; já na Copa RallySP está em segundo lugar com 16 pontos.

O início do roteiro tinha chão úmido em meio a mata fechada. Segundo o Reijers, na sequência houve trilhas bem estreitas e sinuosas, subidas e descidas. “Tivemos uma reta de aproximadamente 1 quilômetro, onde atingimos 150 km/h. Mais uma vez foi preciso concentração total, principalmente nos setores de cascalho liso e erosões, nas quais algumas delas poderiam custar a perda do controle do veículo. Foi uma especial sensacional”, analisou Reijers.

A navegação continuou exigindo raciocínio rápido dos competidores. “Percurso com muitas mudanças de direção e, a maioria, com referências curtas. Esse é o tipo de prova que gostamos de fazer, onde não temos um minuto de descanso”, explicou Almeida.

Satisfeitos com a performance da equipe e, principalmente, com o todo conjunto da Ford Ranger, Reijers e Almeida seguem para a etapa de segunda-feira (12) com muita disposição (serão 132 quilômetros). ”O motor da picape é um International MWM 3.0, que tem potência de sobra e nos beneficia bastante nas retomadas de curvas; e em um percurso sinuoso como este, isto é imprescindível. Somados a isso, a suspensão tem que resistir aos grandes impactos, e não temos queixas com os amortecedores FOX. Os pneus BF Goodrich também tem nos auxiliado nesses bons resultados. Por isso que sempre digo, para encarar um rali, é preciso contar com ótimos equipamentos”, salientou Reijers. Foto:Doni Castilho/Divulgação.