Jean Azevedo/Youssef Haddad levam título do Rally dos Bandeirantes

13 de outubro de 2009

Foram três dias de muita disputa em Taubaté, cidade localizada no Vale do Paraíba, em São Paulo, para serem definidos os campeões do Rally dos Bandeirantes nas categorias: Protótipos, Super Production, Production e Caminhões. Entre os carros, destaque para a dupla da equipe Petrobras Lubrax, Jean Azevedo/Youssef Haddad que venceu o certame, e levantou o troféu de campeão da categoria Protótipos. Nos caminhões, a Salvini Racing, de Guido Salvini e Weidner Moreira ficou com a vitória em duas etapas que garantiram o título do Campeonato Paulista de Rally Cross-country, além de somar importantes pontos no Brasileiro de Cross-country.

Para o terceiro dia de competição, as equipes enfrentaram duas especiais de 64 quilômetros cada, entre as Fazendas N.S. Glória, Gaspar e Conceição, Rodovia Ayrton Senna, entre Taubaté e Caçapava Velha, com trechos usados na primeira etapa, o que não facilitou a vida das 36 equipes inscritas, que tiveram mais uma prova de verdadeira cross-country com curvas fechadas, barrancos, erosões, trechos sinuosos, cascalho, ingredientes que deixaram a prova muito disputada.

Para Youssef Haddad o fato de já terem andado em alguns trechos acabou facilitando o trabalho da equipe nesta segunda-feira. “Foi um especial mista,com trechos que usamos no primeiro dia, e muitos lugares conhecidos, isso facilitou bastante. Conseguimos manter o nosso ritmo, e isso foi muito importante. Apesar de termos largado em primeiro todos os dias, isso pede mais atenção ainda, pois, ontem encontramos alguns trechos que não estavam marcados corretamente na planilha, hoje tinha uma criança com bicicleta no meio do caminho, e fomos os primeiros a passar por isso, ainda assim, eu prefiro ser o primeiro a largar”, declarou o navegador da Petrobras Lubrax, campeão da categoria Protótipos.

“O título significa bastante porque é perto de casa, e também pelo Campeonato Brasileiro, pois aumentamos a vantagem e saímos daqui mais líder, como também da Copa RallySP. A prova do Deco é bem organizada e bem prazerosa de se fazer. O equipamento terminou 100% e a prova serviu como preparação para o Dakar, principalmente para manutenção dos equipamentos, para navegação do Youssef, e ainda para entrosamento da equipe que será a mesma”, afirmou o campeão Jean.

Na categoria Production, vitória fácil para a dupla Rogério Rode / Fábio Pedroso (navegador estreante), com tempo total de 06h29m32s0, mesmo com problemas enfrentados na última prova, a dupla liderou com folga de ponta a ponta. “Hoje foi o oposta das últimas duas etapas, tivemos problemas com a tração, problemas de suspensão, tivemos alguns problemas no hodômetro, mas mesmo assim, por conta dos resultados anteriores garantimos a liderança isolada da categoria, e o título”, analisou o piloto Rogério. Na segunda colocação da Production ficaram Pedro Prado Filho / Patrick Prado, e na terceira posição a dupla Alessandro Tozoni / Fabio Peralli.

José Jorge Sawaya / André Sawaya fizeram bonito, mantendo a regularidade nas três etapas, o que garantiu o título da categoria Super Production no Rally dos Bandeirantes. “Hoje fizemos uma prova bastante conservadora, o trajeto era bem conhecido, e com isso conseguimos manter a nossa vantagem. Hoje a navegação estava bem difícil, mas como o carro estava bem, e não tivemos nenhum problema”, garantiu o navegador André Sawaya. Na sequência da categoria, vieram Ilo Diehl dos Santos / Ewerton Khoury, seguidos por Rogério Miranda / Damon Alencar (dupla estreante).

SALVINI RACING É CAMPEÃ NOS CAMINHÕES

A disputa entre os Caminhões foi decidida apenas no terceiro dia, porém, o trio da Salvini Racing, Guido Salvini / Weidner Moreira / Fernando Ventania, com duas vitórias (na primeira e terceira etapa), acabou levando pra casa o troféu do Rally dos Bandeirantes, com um tempo total de 06h57m10s9. O navegador Weidner fez questão de elogiar a qualidade da prova, que segundo ele é uma das melhores do País. “O Deco acertou a prova, que estava perfeita. Para navegação exigiu bastante, a atenção tinha que ser mantida durante todo o trajeto para evitar erros, mas a planilha estava perfeita, e conseguimos andar forte todos os dias, o que acabou garatindo este resultado”, comemorou.

Entre os pesos-pesados, o troféu de vice-campeão ficou com o trio da Equipe Autoliner, Amable Barrasa / Raphael Bettoni / Evandro Bautz, e na terceira posição, a dupla da Equipe Asa Alumínio, Felicio Tadeu / Ricardo Costa.

Para o organizador da prova, Deco Muniz, os competidores mais uma vez se superaram. “A prova foi a melhor possível, os três dias com nenhum incidente, e nenhum atraso, o nível técnico altíssimo exigiu do piloto, do navegador e do carro. Venceu a dupla que andou melhor e mais forte, mais uma vez uma prova gostosa de fazer e divertida. Tenho uma equipe sensacional que trabalha comigo, meus amigos e irmãos, sem a ajuda deles eu não conseguiria. O saldo é positivo, agora vamos para a próxima etapa, em São Luiz do Paraitinga, nos dias 07 e 08 de novembro com a mesma força e a mesma alegria”, finalizou. Foto: Douglas Fagundess e  Doni Castilho/Divulgação.Resultado final – Rally dos Bandeirantes

1º Jean Azevedo / Youssef Haddad (L200 EVO – Prototipo) – 05:45:10,7
2º Roberto Reijers / Rogério Almeida (Ranger – Protótipo) – 05:51:50,8
3º Marcos Moraes / Du Sachs (Sherpa Protótipo )05:57:59,1
4º José Jorge Sawaya / André Sawaya (L200 RS – Super Production) 06:07:19,4
5º Gustavo Moretti / Neurivan Calado (Sherpa – Protótipo) 06:09:24,9
6º Richard Vaders / José Spacassassi (Sherpa- Protótipo) 06:15:00,2
7º Hugo Rodrigues / Kaike Bentivoglio (L200 RS – Protótipo) 06:26:55,0
8º Rogerio Rode / Fábio Pedroso (TR4 – Production) 06:29:32,0
9º Fernando Carvalho Jr / João Cerqueira Neto (Sherpa – Protótipo) 06:37:25,8
10 Pedro Prado Filho / Patrick Prado (TR4 R- Production) 06:37:57,0
11º Ilo Diehl dos Santos / Ewerton Khoury (L200 RS – Super Production) 06:40:21,7
12º Alessandro Tozoni / Fabio Peralli (L200 R – Production) 06:41:51,8
13º Rogério Miranda / Damon Alencar (L200 RS – Super Production) 06:45:08,0
14º Marcelo Carqueijo / Roberlena Moraes (TR4 R- Production) 06:46:43,7
15º Julio Bonache / Lourival Roldan (L200 EVO – Protótipo) 06:49:48,0
16º Elson Cascão II / Geraldo Malvar (Sherpa – Protótipo) 06:51:49,1
17º Paulão Lima / Paulo Bomba (L200 RS – Super Production) 06:52:11,6
18º Guido Salvini / Weidner Moreira / Fernando Ventania (Mercedes – Caminhão) 06:57:10,9
19º Valdir Porto / Emerson Arakaki( L200 RS – Super Production) 07:15:42,2
20º Riamburgo Ximenes / Stanger Eler (L200 EVO – Protótipo) 07:16:26,9
21º Marcos Kffuri / Rodrigo Czech (TR4 R – Production) 07:17:31,1
22º Reinaldo Varela / Marcão Macedo (L200 RS – Super Production) 07:27:53,4
23º Paulo Pichini / Kleber Cavalcanti (L200 EVO – Protótipo) 07:32:29,5
24º Luiz Claudio Rodrigues / Fernando Montá Filho (TROLLER – Production) 07:34:24,4
25º Luiz Facco / Alessandro Fabricio (L200 RS – Super Production) 07:40:55,1
26º Carlos Policarpo / Romulo Seccomandi (TRITON- Production) 07:52:06,6
27º Mauricio Bortolanza / Gustavo Bortolanza (L200 EVO- Protótipo) 07:58:37,6
28º Willen Van Hess / Doris Van Hess (TROLLER Production) 08:09:06,5
29º José Roberto Vaz / Glauber Fontoura (L200 RS Super Production) 08:12:51,0
30º Rafael Vicentin / André Racy Simões (Sherpa – Protótipo) 08:34:22,6
31º Amable Barrasa / Raphael Bettoni / Evandro Bautz (Ford – Caminhão) 08:35:40,0
32º André Nunes Gordo / Daniel Gay (TROLLER- Production) 08:48:06,7
33º Felicio Tadeu / Ricardo Costa (Ford – Caminhão) 08:49:39,9
34º Roberto Correa / Rodrigo Khezam ( L200 RS- Super Production) 08:54:32,9
35º Cesar Lopes / Osmar Dehn João (TR4 R – Production) 09:14:34,0
36º André Azevedo / Maykel Justo( Mercedes – Caminhao) 10:20:09,7