Ricardo Maurício é mais um piloto a vencer na temporada

26 de outubro de 2009

A cidade de Curitiba abriu a Mobil Super Final, que corresponde às últimas etapas da temporada e que definirão o campeão de 2009. E, como era de se esperar, não faltou emoção na disputa pelo primeiro lugar e pelos pontos na classificação, com ultrapassagens incríveis, toques, rodadas e muita técnica. Sorte das mais de 36 mil pessoas que, apesar do tempo nublado e a possibilidade de chuva, compareceram ao Autódromo Internacional de Curitiba, que viram mais um show da principal categoria do automobilismo nacional.

O paulista Ricardo Maurício, da Eurofarma RC (Peugeot), foi o nono competidor a subir a vencer no ano. Ricardinho completou a prova, que abriu a Mobil Super Final, com o tempo de 44min15seg469, média de 180.77 km/h, para as 50 volta no circuito do Autódromo Internacional de Curitiba. A segunda colocação foi de Ricardo Sperafico, da Panasonic Racing (Peugeot), que chegou a 3seg426 do primeiro colocado, enquanto Cacá Bueno, da Red Bull Racing (Peugeot), ficou em terceiro, a 6seg240.

Ricardo Zonta, pole position, manteve a primeira colocação na largada, seguido de perto por Allam Khodair. Os dois, aliás, protagonizaram um grande duelo na primeira parte da corrida, mas acabaram tendo problemas e se distanciando da ponta. Bom para Ricardo Maurício, que em terceiro lugar acabou ficando com a liderança, que levou até o final para conseguir sua primeira vitória na temporada, sétima da carreira.

Ricardo Mauricio creditou a vitória ao trabalho feito pela equipe e ao seu companheiro de equipe, Max Wilson. “Foi uma corrida muito difícil. Meu motor não vinha rendendo bem e eu não conseguia chegar forte ao final da reta. Se não fosse o Max (Wilson), eu teria me classificado pior e a chance de vencer essa prova seria menor. Tenho de agradecer a ele e à toda minha equipe pelo empenho”, comentou o atual campeão da Copa Nextel.

O segundo colocado na prova, Ricardo Sperafico ficou (foto) surpreso com o resultado da corrida. “Foi uma corrida muito difícil, eu larguei mal e perdi muitas posições. Mas o carro respondeu muito bem e consegui manter um ritmo forte durante a etapa”, afirmou o piloto, que colocou o Paraná no pódio da Corrida Verde.

Para o atual líder do campeonato, Cacá Bueno, o final de semana foi bastante de complicado e a prova não poderia ser diferente. “Tive um final de semana complicado e a corrida foi mais difícil ainda. O motor do meu carro estava triste; acredito que eu tivesse o pior motor entre os três primeiros colocados”, concluiu. A Copa Nextel Stock Car tem mais um vencedor diferente na temporada.

Com os resultados em Curitiba, a classificação da Mobil Super Final ficou assim: 1 Cacá Bueno (RJ) , 251 pontos; 2 Ricardo Maurício (SP), 243, 3 Thiago Camilo (SP), 235; 4 Átila Abreu (SP) , 228; 5 Valdeno Brito (PB), 223; 6 Marcos Gomes (SP) e Luciano Burti (SP), 215; 8 Daniel Serra (SP), 214; 9) Max Wilson (SP) , 213; e 10 Allam Khodair (SP), 212. A próxima etapa será em Brasília, no Autódromo Internacional Nelson Piquet, no dia 8 de novembro.

Resultado da Corrida Verde, nona etapa da Copa Nextel Stock Car:

1º) 90 – Ricardo Mauricio (Chevrolet, SP), 50 voltas em 44:15.469 (média de – km/h) (foto)
2º) 20 – Ricardo Sperafico (Peugeot , PR), a 3.426
3º) 0 – Cacá Bueno (Peugeot , RJ), a 6.240
4º) 21 – Thiago Camilo (Chevrolet , SP), a 9.439
5º) 9 – Giuliano Losacco (Peugeot , SP), a 9.669
6º) 15 – Antonio Jorge Neto (Peugeot , SP), a 10.123
7º) 51 – Atila Abreu (Chevrolet , SP), a 10.405
8º) 14 – Luciano Burti (Chevrolet, SP), a 10.805
9º) 6 – Alceu Feldmann (Chevrolet , PR), a 13.820
10º) 23 – Duda Pamplona (Chevrolet , RJ), a 14.034
11º) 63 – Lico Kaesemodel (Chevrolet , PR), a 16.750
12º) 31 – William Starostik (Chevrolet , PR), a 17.809
13º) 65 – Max Wilson (Chevrolet , SP), a 19.265
14º) 10 – Ricardo Zonta (Peugeot, PR), a 22.093
15º) 7 – Thiago Marques (Peugeot , PR), a 26.190
16º) 80 – Marcos Gomes (Chevrolet , SP), a 29.426
17º) 2 – Alan Hellmeister (Peugeot , SP), a 34.449
18º) 29 – Daniel Serra (Peugeot , SP), a 41.517
19º) 18 – Allam Khodair (Peugeot , SP), a 2 voltas
20º) 70 – Tarso Marques (Chevrolet , SP), a 5 voltas
21º) 74 – Popó Bueno (Chevrolet , RJ), a 7 voltas
22º) 35 – David Muffato (Peugeot , PR), a 8 voltas
23º) 11 – Nonô Figueiredo (Chevrolet, SP), a 12 voltas
24º) 3 – Chico Serra (Peugeot , SP), a 21 voltas
25º) 44 – Norberto Gresse (Chevrolet , SP), a 26 voltas
26º) 33 – Felipe Maluhy (Peugeot , SP), a 31 voltas
27º) 99 – Xandinho Negrão (Chevrolet , SP), a 43 voltas
28º) 77 – Valdeno Brito (Peugeot , PB), a 49 voltas
29º) 55 – Paulo Salustiano (Chevrolet , SP), a 49 voltas

Melhor Volta: David Muffato, 50.566 (181,54 km/h).

Fotos: Vicar/Divulgação.