Traçado do Desafio das Estrelas 2009 foi idealizado por Lucas e Massa

26 de outubro de 2009

Conhecido por projetar vários dos mais modernos traçados do mundo, muitos adotados pela Fórmula 1, o arquiteto e engenheiro alemão Hermann Tilke foi só elogios ao traçado idealizado pelos brasileiros Felipe Massa e Lucas Di Grassi para o Desafio Internacional das Estrelas, marcado para o próximo dia 29 de novembro, em Florianópolis (SC). Tilke esteve com Lucas na Ciudad del Motor Aragon – ou Motorland, seu nome internacional –, uma pista de 5,344 quilômetros nas cercanias da cidade de Alcañiz, Espanha. O traçado do Desafio foi concebido por Di Grassi, que recebeu orientações de Massa, responsável também pelo projeto final.

Uma das obras assinadas por Tilke, foi no Motorland que o alemão encontrou no último sábado (24) o brasileiro Di Grassi, terceiro piloto da equipe Renault de Fórmula 1, que realizava no Motorland um Road Show – exibição com carros da equipe francesa que acontece em várias cidades do mundo. Aproveitando uma conversa informal, Lucas – que é apoiado em 2009 pela marca de xampus Clear, a rede de concessionárias de automóveis de luxo Eurobike e a metalúrgica Schioppa – mostrou o desenho do traçado que será utilizado na próxima edição do Desafio.

“Esta pista parece ser muito boa, especialmente por facilitar as ultrapassagens”, comentou Tilke. “Vocês usaram conceitos que nós também temos aplicado ao projetar pistas de corrida. É interessante que as curvas 3, 4 e 5 sejam bem parecidas com a primeira curva que fizemos em Xangai. E as curvas 6, 7 e 8 são muito semelhantes à número 8 de Istambul. Vocês fizeram um ótimo trabalho desenhando este traçado. É impressionante”, disse Tilke, bastante animado com o desenho da pista, durante a conversa que manteve com Di Grassi.

“Impressionante é receber um elogio desses, vindo de alguém que projetou pistas como as de Valência, Xangai, Istambul, Barein e Sepang”, disse o piloto brasileiro apoiado por Clear/Eurobike/Schioppa, referindo-se às pistas da Espanha, China, Turquia, Barein e Malásia, todas situadas entre as mais modernas do mundo. “Acho que este comentário mostra que o trabalho feito pelo Felipe (Massa) na organização e promoção do Desafio das Estrelas é algo completo, que contempla desde o bom tratamento do público e as oportunidades para patrocinadores até detalhes técnicos que valorizam o show, como o traçado da pista. Eu aproveitei o encontro para mostrar o nosso desenho do traçado de forma despretensiosa e acabei recebendo, junto com o Felipe, o elogio de um mestre no assunto. Melhor não poderia ser. Depois que eu e o Felipe nos aposentarmos como pilotos, já sei no que podemos trabalhar”, brincou Lucas, brasileiro que figura entre os pilotos que podem competir na Fórmula 1 já em 2010.