Capital Federal recebe as Copas Nextel e Vicar, além da Stock Jr. neste fim de semana

6 de novembro de 2009

O circo da Stock Car retorna à Brasília neste fim de semana, para a disputa da 10ª rodada da temporada 2009. Desta vez, a Copa Nextel – que realiza a segunda corrida do playoff decisivo – divide espaço com a Copa Vicar, principal categoria de acesso que faz sua penúltima prova neste ano, e a categoria escola Stock Jr.

A disputa acontece no anel externo do Autódromo Internacional Nelson Piquet, com 2.919 metros de extensão, uma pista de alta velocidade onde as maiores influências são o forte calor da Capital Federal e o asfalto precário – o mesmo desde a inaguração do circuito, em 1974.

Confira uma análise técnica feita do rápido circuito brasiliense feita pelos experientes pilotos Gustavo Sondermann (Banco Sofisa/Colonial Racing/CHT) e Rodrigo Navarro (Qualicorp), ambos da equipe Gramacho Costa (Tozan):

Traçado

“É uma pista que exige um equilíbrio entre freada e velocidade. Tudo depende da confiança dos pilotos. Não é uma pista que possui muitos segredos, por isso, é o circuito da temporada onde o acerto é o que mais faz diferença.” (Gustavo Sondermann)

“É um traçado relativamente simples, com quatro curvas para o mesmo lado. É uma pista de alta velocidade, que gera um equilíbrio muito grande. Qualquer detalhe nesta pista faz a diferença. A curva da vitória é a mais prazerosa e difícil.” (Rodrigo Navarro)

Freios

“Os freios são bastante exigidos, pois normalmente faz calor e costuma esquentar muito. Além disso, é uma pista com quatro freadas fortes, e a conservação deste componente é muito importante durante a corrida.” (Rodrigo Navarro)

“A segunda curva é a mais exigente, onde reduzimos de quinta para terceira marcha, mais ou menos de 220 km/h para 125 km/h.” (Gustavo Sondermann)

Pneus

“Existe um consumo elevado que reflete muito na reação do carro, que muda muito durante a prova. Depois de Campo Grande, é a pista que mais judia dos pneus.” (Gustavo Sondermann)

“Os pneus têm um desgaste muito grande, pois o asfalto é antigo e bastante abrasivo, o que acaba consumindo muita borracha, principalmente do lado esquerdo, onde o carro se apoia nas curvas. É preciso ter cuidado com os pneus, senão você fica sem aderência do meio para o fim da corrida.” (Rodrigo Navarro)

Estratégia

“Na Copa Nextel, acredito que trocar os pneus traseiros ou os do lado esquerdo serão necessários, e o bom uso do nitro pode influir. Mas uma coisa importante é a hora certa de realizar os pit stops: ou você aproveita a pista livre antes, ou faz sua parada com o objetivo de ter pista livre depois. Tudo depende das circunstâncias. Na Copa Vicar, fazer um carro equilibrado do meio para o fim da prova é importante, mas largar na frente é essencial.” (Gustavo Sondermann)

“A classificação é muito importante para se fazer uma corrida consistente. Sair nas quatro primeiras posições é importante para escapar das confusões. Na corrida, o importante é permanecer no traçado o maior tempo possível, e ter um ritmo consciente para ter um bom carro do meio para o fim da prova. Na Copa Nextel, trocar os pneus do lado esquerdo são importantes.” (Rodrigo Navarro)