Allam Khodair vence a segunda em Brasília e sobe na tabela da Copa Nextel Stock Car

8 de novembro de 2009

Allam Khodair venceu a décima etapa da Copa Nextel Stock Car 2009. O piloto da equipe Full Time Sports (Peugeot), confirmou seu favoritismo e mostrou que nesta temporada não teve para ninguém no circuito do Autódromo Internacional Nelson Piquet, em Brasília. Khodair completou as 40 voltas com o tempo de 41min11seg396, média de 170,08 km/h, marcando sua segunda vitória na principal categoria do automobilismo nacional e voltando para a briga pelo titulo deste ano. A segunda posição Foi do paranaense Ricardo Zonta, da Panasonic Racing (Peugeot), a 3seg272 do vencedor, enquanto Cacá Bueno, da Red Bul Racing (Peugeot) terminou em terceiro lugar, a 10seg313.

O resultado da etapa de Brasília manteve Cacá Bueno na liderança, agora com mais vantagem para o segundo colocado. Cacá soma 267 pontos, contra 243 de Ricardo Mauricio, da Eurofarma RC (Peugeot) e Thiago Camilo, da Ipiranga Racing (Chevrolet), ambos com 243. O vencedor Khodair subiu seis posições no final de semana, fruto da vitória e da pole position da etapa. A 11a e penúltima etapa da temporada será no dia 22 de novembro, no Autódromo Internacional de Tarumã, no município de Viamão, Rio Grande do Sul.

A classificação da Mobil Super Final após a penúltima etapa ficou assim: 1o) Cacá Bueno (RJ), 267; 2o) Ricardo Mauricio (SP), 243; 3o) Thiago Camilo (SP), 243; 4o) Allam Khodair (SP), 240; 5o) Valdeno Brito (PB), 235; 6o) Átila Abreu (SP), 234; 7o) Daniel Serra (SP), 224; 8o) Luciano Burti (SP), 224; 9o) Marcos Gomes (SP), 216; 10o) Max Wilson (SP), 213.

A décima etapa da Copa Nextel Stock Car movimentou a Capital Federal neste domingo. Diante de 38 mil pessoas, os pilotos e equipes da categoria deram um show de técnica e emoção. Ultrapassagens, briga por posições e toques marcaram a prova, dominada de ponta a ponta por Allam Khodair. O paulista manteve a pole após a largada e só fez abrir a vantagem sobre os adversários. Nem mesmo a parada nos boxes para o abastecimento obrigatório foi problema, pois ele voltou atrás de Ricardo Zonta, mas conseguiu recuperar a ponta logo depois. Ao cruzar a linha de chegada, ele fechou em grande estilo o final de semana.

Primeiro piloto a vencer duas provas na temporada, Allam Khodair, estava muito satisfeito com o desempenho do seu carro. ” Meu final de semana foi perfeito, fui muito bem nos treinos livre, o melhor no classificatório e na corrida. A única parte crítica na minha prova foi a parada nos boxes, pois eu teria que trocar os pneus”, comentou o piloto da Full Time. Depois de ter abandonado a etapa de Curitiba a poucas voltas do fim por uma quebra no carro, ele sentiu que o carro tinha uma vibração e acreditou que isso fosse ocorrer novamente. ” Na parte final da prova, meu carro começou a vibrar bastante e fiquei apreensivo que tivesse que abandonar a corrida de novo”, finalizou o japonês voador que tentará tirar a vantagem de pontos que Cacá Bueno tem sobre ele.

Para o paranaense Ricardo Zonta o final de semana não foi dos melhores. “Meu fim de semana foi muito difícil, eu tinha que desenvolver o carro durante os treinos livres e com a chuva que caiu no segundo, perdi cerca de meia hora, o que faz muita diferença no final”, afirmou o segundo colocado. Zonta ainda comentou sobre a sua largada. “Larguei muito mal, fiquei olhando a sinaleira, esperando ficar verde e a minha reação foi muito lenta e com isso perdi a posição para o Duda (Pamplona), mas logo no inicio da segunda volta já consegui retomar a segunda posição”, encerrou.

Para o líder da competição e atual bi-campeão, Cacá Bueno a corrida também foi muito complicada. “Minha corrida foi muito complicada, tive que largar por fora com a punição do Ricardo Sperafico e com muitos dos meus rivais diretos pelo campeonato largando atrás de mim com pneus zero. No início da prova tive que bloqueá-los o máximo possível para assegurar minha posição. Para piorar ainda mais, a temperatura do óleo subiu para 160°C e fiquei rezando para a prova acabar”. O piloto da Red Bull acredita que para as duas ultimas provas a regularidade será muito importante. “Agora acabou a corrida por vitórias e começou a corrida por pontos”, finalizou o piloto que continua na primeira posição do campeonato com 267 pontos.

Resultado da décima etapa da Copa Nextel Stock Car:

1º) 18 – Allam Khodair (Peugeot, SP), 40 voltas em 41:11.396 (média de 170,08 km/h)
2º) 10 – Ricardo Zonta (Peugeot , PR), a 3.272
3º) 0 – Cacá Bueno (Peugeot , RJ), a 10.313
4º) 23 – Duda Pamplona (Chevrolet , RJ), a 11.719
5º) 77 – Valdeno Brito (Peugeot , PB), a 12.448
6º) 29 – Daniel Serra (Peugeot , SP), a 14.433
7º) 14 – Luciano Burti (Chevrolet , SP), a 14.990
8º) 21 – Thiago Camilo (Chevrolet , SP), a 18.142
9º) 11 – Nonô Figueiredo (Chevrolet , SP), a 19.236
10º) 51 – Atila Abreu (Chevrolet , SP), a 20.253
11º) 31 – William Starostik (Chevrolet , PR), a 20.731
12º) 99 – Xandinho Negrão (Chevrolet , SP), a 21.410
13º) 20 – Ricardo Sperafico (Peugeot , PR), a 24.212
14º) 63 – Lico Kaesemodel (Chevrolet , PR), a 25.328
15º) 80 – Marcos Gomes (Chevrolet , SP), a 25.477
16º) 3 – Chico Serra (Peugeot , SP), a 25.761
17º) 90 – Ricardo Mauricio (Chevrolet , SP), a 25.943
18º) 65 – Max Wilson (Chevrolet , SP), a 26.334
19º) 33 – Felipe Maluhy (Peugeot , SP), a 35.418
20º) 44 – Norberto Gresse (Chevrolet , SP), a 35.945
21º) 15 – Antonio Jorge Neto (Peugeot , SP), a 36.306
22º) 6 – Alceu Feldmann (Chevrolet , PR), a 42.797
23º) 35 – David Muffato (Peugeot , PR), a 43.056
24º) 74 – Popó Bueno (Chevrolet , RJ), a 14 voltas
25º) 70 – Tarso Marques (Chevrolet , SP), a 18 voltas
26º) 55 – Paulo Salustiano (Chevrolet , SP), a 34 voltas
27º) 9 – Giuliano Losacco (Peugeot , SP), a 39 voltas
EXº) 7 – Thiago Marques (Peugeot , PR), a 36.791

Melhor Volta: Allam Khodair, 59.995 (175,15 km/h)

Fotos: Fernanda Freixosa/Agência WE/Divulgação.