Com febre e pane mecânica, Bernoldi abandona última etapa da Fórmula Superliga na Espanha

8 de novembro de 2009

Definitivamente, a última etapa de 2009 da Fórmula Superliga – categoria internacional que mistura velocidade e futebol, disputada por equipes que representam os principais clubes do mundo –, realizada em rodada dupla, ontem (8), no circuito de Jarama, na Espanha, não foi um dos finais de semana mais fáceis carreira do curitibano Enrique Bernoldi, de 31 anos. Debilitado por uma forte infecção na laringe, o representante do Clube de Regatas Flamengo teve de enfrentar não só a febre de 39 graus durante todo o fim de semana, mas também os problemas com adversários e com a bomba de combustível, até que a quebra do componente o deixasse a pé, a seis voltas do final da segunda corrida, quando ocupava a 8ª posição.

“Realmente não estava bem por causa da febre e das dores pelo corpo. Mas, se você for trabalhar só quando se sente bem não dá. Corri no sacrifício, pela minha equipe e pelo Mengão”, revelou o piloto, que só ficou sabendo se participaria da prova minutos antes da largada, quando passou por uma consulta clínica. Medicado e liberado pelo médico, mas desaconselhado a correr, Bernoldi encarou o desafio e partiu para pista.

Apesar do sol, a temperatura ambiente de 10º C do outono europeu também não contribuiu com o estado de saúde de Bernoldi. Na primeira largada, o piloto do Flamengo saiu da 16ª posição e, mesmo já se enfrentando problemas com a bomba de gasolina, ganhou nove posições até entrar para o pit stop. Durante a troca de pneus, o motor apagou pela falta de combustível e Bernoldi demorou 14 segundos para voltar à pista, ainda a tempo de receber a bandeirada em 11º lugar. O vencedor da prova foi o holandês Yelmer Buurman, representando o RSC Anderlecht.

Na segunda prova, que tem o grid invertido em relação à ordem de chegada da primeira corrida, o ex-piloto da equipe Arrows de Fórmula 1 saiu da 8ª posição, mas logo após a largada, em uma situação normal de corrida, os carros acabaram se tocando e Bernoldi teve a suspensão dianteira danificada , comprometendo ainda mais o desempenho do bólido rubronegro, equipado com motor Menard de 12 cilindros e 750 cavalos de potência. Ainda assim, Bernoldi conquistou posições e chegou ao 4º lugar, quando novamente entrou para o pit stop. Ao tentar voltar para a pista, o carro do time do Sporting de Lisboa parou mal posicionado no box à sua frente, atrasando, novamente, a saída de Bernoldi. O piloto do Flamengo retornou na 9ª posição, e ainda teve tempo de ultrapassar o italiano Giorgio Pantano, da equipe do AC Milan, até que a bomba de combustível quebrasse de vez. A primeira posição ficou para o chinês Ho-Pin Tung, do Galatasaray.

Com o resultado, a equipe do Liverpool FC fica com o título da temporada de 2009 da Fórmula Superliga, com 412 pontos. O Flamengo termina em 16ª posição, com 191.

Foto:Divulgação.