Estratégia ousada rende prova movimentada para Thiago Marques em Brasília

8 de novembro de 2009

Sem participar dos treinos de sábado devido a problemas mecânicos em seu carro, o piloto Thiago Marques (Alpina-Mio-TekBond) sabia que teria uma prova desafiante neste domingo (8), na disputa da décima etapa da Stock Car, em Brasília.

“Largando lá atrás, nós optamos por fazer uma estratégia diferente e ousada, sem trocar pneus, para ganhar bastante tempo no pit stop. Mas eu sabia que seria difícil segurar os adversários na segunda metade da corrida. Só que nossa única opção era arriscar”, afirmou Thiago Marques.

Com esta estratégia arriscada, o paranaense conseguiu transformar a décima etapa da Stock Car em uma das mais movimentadas do ano.

“A corrida para mim foi bem agitada, com várias disputas. Fiz uma largada agressiva e deu tudo certo, consegui entrar em um pelotão rápido. Eu, o Tarso (Marques) e o Alceu (Feldmann) travamos duelos acirrados por várias voltas, por exemplo. Foi uma prova divertida. Meu maior problema foi mesmo o desgaste dos pneus, que perderam muito rendimento no final”, disse o piloto da JF Racing, que ficou fora da zona de pontos em Brasília.

Apesar da prova “divertida”, Thiago Marques sabe que, nestas duas semanas até a disputa da 11ª etapa da Stock, muito trabalho terá de ser feito para que o time volte a apresentar a competitividade de etapas anteriores.

“O nosso carro não foi bom no final de semana inteiro. Tivemos muitas quebras e com isso não treinamos, perdendo precioso tempo para trabalhar no acerto do carro”, disse o paranaense.

Para a corrida no Rio Grande do Sul, que será no dia 22 deste mês, Thiago Marques espera uma melhor sorte.

“Gosto muito da pista de Tarumã, onde costumo ter bom rendimento. Mas é preciso evoluir o acerto do nosso carro. Sabemos que a grande competitividade da Stock Car faz com que seja muito difícil fazer previsões sobre como será nosso desempenho nesta pista. O importante é não ter problemas mecânicos, conseguir aproveitar bem os treinos e assim voltar a andar no pelotão da frente”, afirmou o curitibano.
Foto: Fábio Oliveira/RF1/Divulgação.