No GT Masters, Ricci/Derani também levam título

13 de novembro de 2009

Além de conquistarem o título de pilotos do Itaipava GT3 Brasil 2009 em Curitiba, Rafael Derani e Cláudio Ricci também asseguraram o campeonato do GT Masters, competição paralela que envolve apenas as duplas que tenham entre seus componentes um piloto Bronze (exceto Platina-Bronze) – para a formação das duplas, a GT3 divide os participantes em Platina, Ouro, Prata e Bronze, baseando-se no currículo de cada um deles. Platina é o grupo dos pilotos mais graduados, enquanto o grupo dos competidores Bronze reúne os menos experientes.

A dupla da CRT Brasil tem 221 pontos, contra 207 de Allam Khodair e Marcelo Hahn, que ocupam a segunda posição na tabela, mas, devido aos descartes obrigatórios, os pilotos da Blausiegel não têm como superar a pontuação da dupla do Ferrari F430 número 3.

“Foi uma disputa apertada. Tivemos mais vitórias (oito contra duas de Khodair / Hahn) ao longo do ano, e apesar do nosso foco no título geral, a idéia era também a de sermos campeões no GT Masters. Eles estão muito rápidos. O Marcelo está muito constante e rápido, e o Allam dispensa apresentações. Mas foi uma disputa muito apertada e divertida. Foi fruto de todo o trabalho da equipe e conseguimos cumprir a nossa meta que era chegar ao título. Foi perfeito. Agora, para fechar com chave de ouro, falta só a gente garantir o campeonato de equipes em Interlagos”, comemorou Derani.

Hahn e Khodair foram extremamente constantes ao longo de toda a temporada e mesmo só vencendo duas corridas, justamente as últimas, disputadas em Curitiba, conseguiram se manter próximos aos campeões que conquistaram sete vitórias pelo Itaipava GT3 Brasil Masters ao longo do ano.

“Ficamos muito contentes por ter vencido essas duas corridas, em Curitiba. E agora vamos correr em São Paulo para ganhar e buscar o vice-campeonato. Sentimos que poderíamos ter ido melhor antes, mas não tivemos experiência, como um todo. Em alguns momentos por escolhermos a estratégia de parada errada, outras vezes por acidente de pista, mas no fim das contas terminar o ano em ascensão, com duas vitórias e como vice-campeão, sendo que no começo do ano a gente nem esperava lutar pelo título, é muito bom. Claro que, agora, a gente fica pensando em uma rodada que aconteceu em uma etapa, um erro em outra, mas estou muito contente e felicíssimo com o desempenho deste ano”, disse Hahn.

Na luta pelo vice-campeonato está a dupla formada por Walter Derani e Rodolpho Santos, que acumula 168 pontos. A última rodada dupla do campeonato acontece no Autódromo de Interlagos, em São Paulo, nos próximos dias 28 e 29 de novembro. Além das últimas duas corridas da temporada, o fim de semana de encerramento do Itaipava GT3 Brasil vai ter uma atração internacional. O rapper americano Ja Roule fará um show após a corrida e promete agitar ainda mais o domingo de velocidade na capital paulista.

A classificação do GT Masters após 14 corridas disputadas (sem descartes):
1º) Rafael Derani/Cláudio Ricci, Ferrari F430, 221 pontos (Campeões)
2º) Marcelo Hahn/Allam Khodair, Ferrari F430, 207
3º) Walter Derani/Rodolpho Santos, Ferrari F430, 168
4º) Fernando Poeta, Ferrari F430, 146
5º) Duda Rosa, Ferrari F430, 122
6º) Chico Longo/Daniel Serra, Ferrari Scuderia, 119
7º) Chico Serra/Bruno Garfinkel, Lamborghini Gallardo, 116
8º) Ronaldo Freitas, Porsche 997, 81
9º) Antônio Hermann, Porsche 997, 71
10º) Beto Posses, Porsche 997, 45
11º) Clemente Lunardi / Constantino Júnior, Ford GT, 37
12º) Thiago Camilo, Porsche 997, 30
13º) Alceu Feldmann, Porsche 997, 25
14º) João Sant’Anna, Ferrari F430, 24
15º) Renato Stumpf / Nelson Merlo, Dodge Viper, 8

Foto: Luca Bassani/Divulgação.