Ênio Santos é o campeão do ano na Super Turismo cearense

15 de novembro de 2009

Um título construído ao longo da temporada. É esta a tradução mais fiel do que fora a temporada de 2009 para o piloto Ênio Santos (ES Racing).

Com o título de campeão cearense de Super Turismo o piloto pôde, enfim, soltar seu largo sorriso e partir para o abraço de seu pai (ex-piloto) e comemorar com todos os integrantes de seu time.

Desde o Sábado, durante a décima etapa, Santos mostrava determinação e, apesar de não ter conseguido acompanhar o ritmo do vencedor (Pedrinho Virgínio) soube valorizar a segunda colocação na corrida disputada  no autódromo Virgílio Távora, na cidade do Eusébio (CE). Eram os primeiros pontos de uma soma vitoriosa.

Era manhã de domingo,  e a décima primeira etapa era aguardada com grande expectativa. Desde a largada Ênio teve que brigar para conquistar cada posição após sair em quinto. Após superar Mano Rola foi em busca da segunda posição que era ocupada por Rodrigo Ventura. E não foi fácil conseguir o posto de Ventura, que andava rápido e valorizava seu lugar no pódio. Com tanta insistência, enfim, Rodrigo foi superado e o piloto do carro 11 iniciava mais uma batalha, desta vez contra Edinardo Filho.

Foram várias voltas de embate entre os dois pilotos, mas Edinardo conseguiu manter a liderança deixando Ênio com mais um segundo lugar.

 Sob o sol da tarde o representante da ES Racing precisava chegar à frente de Geraldo Rola (Trana Racing), que vinha de um quarto e quinto lugares, precisando apenas da quarta colocação para marcar pontos suficientes ao título. Saindo em quarto o piloto conseguiu, novamente, superar Mano Rola. Era o início de mais uma briga entre Ênio e Edinardo. Embora fosse suficiente a terceira colocação para garantir o campeonato, já que Geraldo era o quinto, o experiente piloto queria galgar mais um degrau no pódio e, com isso, acabou protagonizando a maior disputa da décima segunda etapa.

Edinardo também não cedeu passagem e soube valorizar o posto deixando Ênio novamente atrás dele.

Com três pódios (dois terceiros e um segundo lugares) era a soma ideal para garantir o título de campeão da temporada de 2009. “Lutei muito, lutei muito. Desde o início do campeonato que estamos sempre entre os primeiros, vencemos uma corrida e mostramos que nossa equipe tem valor. Foi muito gratificante, principalmente porque não foi  algo construído sem trabalho e isso valoriza cada pontinho desse título”, disse o eufórico piloto.

Com a conquista de Ênio Santos, o segundo lugar ficou para Geraldo Rola e o terceiro para Edinardo Filho.
Foto:Daniel Minerva.