Pilotos comentam transição para o GT4 em 2010

17 de novembro de 2009

A partir da próxima temporada o Itaipava Trofeo Maserati deixará de existir como um campeonato único e passará a fazer parte do Itaipava GT Brasil. Os Maserati Trofeo, que hoje em dia disputam a categoria com modelos só da marca do tridente, poderão alinhar lado a lado com os Ferrari, Porsche, Viper, entre outros que fazem parte da GT3 Brasil, integrando a classe GTBR4, que poderá contar também com máquinas como BMW Z4, Nissan 350Z, Ford Mustang, Porsche 996, Aston Martin N24 e até um modelo de quatro rodas da KTM, empresa austríaca famosa por suas motos, estão homologadas a disputar o campeonato na classe GTBR4.

“Acho que a transformação do Itaipava Trofeo Maserati em GTBR4 vai ser bom para as duas categorias e também vai ser muito interessante para o público. Como são duas categorias diferentes, o grid será grande e haverá bastante tráfego nas corridas. Por isso, os pilotos deverão ter ainda mais atenção com isso, já que os GTBR3 (atuais GT3) são mais rápidos” afirmou Renan Guerra, que compete no Itaipava Trofeo Maserati ao lado de Cláudio Dahruj – a dupla deverá competir em 2010 no GTBR3 a bordo de um Lamborghini Gallardo.

As máquinas que atualmente já participam do Itaipava GT3 Brasil – como Porsche 997, Ferrari F430 e Scuderia, Dodge Viper Competition, Ford GT, Lamborghini Gallardo – passarão a fazer parte da classe GTBR3. Marcelo Hahn, que corre na categoria dos carros dos sonhos com um F430, também aprova a união dos dois campeonatos.

“Claro que vai ser bem melhor, pois o grid vai aumentar e com isso a corrida fica mais bonita, mas precisamos tomar um pouco mais de cuidado porque os carros do GT3 são alguns segundos mais rápidos que os Maserati e os GTBR4. Mas acho que para o campeonato, vai ser bem interessante”, comentou.

O Itaipava Trofeo Maserati foi criado em 2004 no Brasil e já revelou pilotos como o paranaense Lico Kaesemodel, atualmente competindo na Stock Car. Neste ano, o campeonato teve nove etapas – a última a ser cumprida no dia 29 de novembro em São Paulo -, sendo cinco no Autódromo de Interlagos; duas provas em Curitiba; uma no Rio de Janeiro e uma em Londrina, no Paraná.

“Acho que teremos em 2010 uma temporada muito disputada, pois os carros já estão bem equalizados. Com um grid maior separando duas categorias que possuem uma diferença de velocidade, o tráfego vai aumentar a emoção tanto para pilotos como para o público. As corridas terão uma nova variável que poderá definir os resultados do pódio”, analisou Pedro Queirolo, atual líder da temporada 2009 do Itaipava Trofeo Maserati. “Além disso, o público poderá ver um show mais bonito e emocionante com alguns dos carros mais desejados do planeta”, completou.

A partir desta temporada, a categoria passou a correr nos mesmos fins de semana do Itaipava GT3 Brasil, criando o maior evento com carros de Gran Turismo do Brasil.

Além da disputa pelo título, a última etapa da temporada do Itaipava Trofeo Maserati, dia 29 de novembro, em São Paulo, vai ter uma atração internacional. O rapper americano Ja Roule fará um show após a corrida e promete agitar ainda mais o fim de semana de velocidade em Interlagos.

Foto:Fernanda Freixosa/Divulgação.