Claudio Dahruj e Rafael Daniel reforçam aposta no novo Lamborghini Gallardo LP 560

12 de fevereiro de 2010

A estreia do Lamborghini Gallardo LP 560 deixou um autódromo inteiro de queixo caído na última etapa da temporada da GT3 Brasil em 2009. Era a primeira corrida oficial do carro no mundo e, logo de cara, trouxe pole position e vitória para a dupla Claudio Dahruj e Rafael Daniel. Terminar o ano daquele jeito só poderia dar no que deu: o modelo virou objeto de cobiça entre os pilotos e está entre os mais procurados para o Itaipava GT Brasil em 2010.

Natural que Claudio Dahruj confirme presença no próximo campeonato renovando suas apostas no Lamborghini Gallardo LP 560. “Dá para dizer que o carro é um dos favoritos e nós sabemos que muitos outros pilotos estão procurando por ele na Europa”, conta o chefe de equipe da dupla vencedora da etapa decisiva do ano passado, Carlos Chiarelli. Só no time dele, a Scuderia 111, serão dois modelos. O pilotado por Claudio Dahruj, com Rafael Daniel, e outro guiado por Bruno Garfinkel.

Para garantir a sequência de sucesso do carro, não há tempo para descanso para Claudio Dahruj. Ele completou duas sessões de testes no Autódromo de Interlagos – José Carlos Pace, que abre a temporada nos dias 20 e 21 de março. E tem outra marcada para Curitiba nos próximos dias – mudando de circuito porque pelo regulamento não são permitidos treinos na pista que receberá a corrida seguinte nas semanas que antecedem o evento.

“Com mais carros do mesmo modelo, o nível da dupla de pilotos passa a ser fundamental para disputar vitórias e estamos trabalhando neste sentido nos testes, com o Rafael Daniel e o Claudio Dahruj andando sempre muito próximos, coisa de três décimos. Esses treinos nos ajudam também e ganhar constância nos tempos de volta”, acrescenta Carlos Chiarelli. Preparativos muito válidos pouco mais de um mês antes da primeira corrida de 2010