Testes da Stock em SP devem acelerar negociações da Pick Up Racing

25 de fevereiro de 2010

A Stock Car volta às pistas na próxima semana, com a disputa de dois dias de treinos de pré-temporada. Mas não são apenas os pilotos da categoria principal que trabalharão intensamente nos dias 1º e 2 de março, em Interlagos. Para quem busca um lugar na Pick Up Racing, que se fundiu à Copa Vicar formando a nova categoria de acesso à Stock, os dois dias de testes serão decisivos para encontrar definir os acertos finais com equipes e patrocinadores.

“Mesmo sem ter a oportunidade de andar com o carro, ir ao teste em Interlagos é ótimo para um piloto que quer correr na Pick Up Racing, porque você encontra chefes de equipe, patrocinadores etc. Muitos do que estarão trabalhando nestes testes com a Stock Car também têm envolvimento direto com a Pick Up”, diz Eduardo Leite (VRS-Molas Aço-Artplast).

O jovem piloto paulista disputou as duas últimas temporadas na Copa Vicar e agora espera um novo desafio na Pick Up Racing. “A fusão das duas categorias vai aumentar ainda mais a disputa na categoria de acesso à Stock Car, até porque haverá mais pilotos e equipes disputando as duas vagas de acesso para a principal”, afirma Leite, de 21 anos.

A expectativa dos promotores da Pick Up Racing é que mais de 50 carros disputem uma vaga no grid – que será limitado a 34 pilotos. Como a primeira etapa da categoria de acesso será no dia 11 de abril, em Curitiba (PR), a maioria das equipes ainda não anunciou sua dupla de pilotos.

“As negociações vão se intensificar agora, nos testes de pré-temporada da Stock Car”, acredita Leite, que aproveitou os meses de janeiro e fevereiro para conhecer algumas das equipes que farão a temporada da Pick Up Racing. “É interessante visitar os times, ver de perto a estrutura, a forma de trabalho… Meu objetivo é buscar um pacote competitivo para 2010, para andar no pelotão da frente, conquistando pódios e vitórias”, completou o piloto.

Enquanto a temporada não começa, o trabalho de Eduardo Leite vai além da parte de negociação com patrocinadores e equipes. “Não dá para descuidar da parte física, então o trabalho de preparação já é intensificado agora”, explica o piloto, que também tem andado de kart para treinar os reflexos. “Mas a vontade mesmo é chegar logo a hora de acelerar para valer na Pick Up Racing”, completa.

Foto:Fernanda Freixosa/Divulgação.