Marcos Moraes e Edu Sachs completam cerca de 60% do primeiro levantamento

26 de fevereiro de 2010

Cinco dias após iniciarem o primeiro levantamento da 18ª edição do Rally Internacional dos Sertões, Marcos Moraes, diretor presidente da Dunas Race, e Edu Sachs, diretor técnico da prova, já completaram cerca de 60% deste que é o trabalho inicial para definir o roteiro. Para cruzar quatro estados do Brasil até aqui, ambos têm enfrentado bastante chuva.

Por conta do mau tempo, Moraes e Sachs, que têm voado em média seis horas por dia, estão com a programação um pouco atrasada. No entanto, ambos esperam terminar entre domingo (28/02) e segunda-feira (01/03) o primeiro trabalho de levantamento do Rally dos Sertões 2010, que acontecerá de 10 a 21 de agosto, com largada em Goiânia (GO) e chegada em Fortaleza (CE).

“Até o final desta quinta-feira (25/02), o levantamento está indo bem. A chuva tem atrapalhado bastante para que a gente possa ter tranqüilidade para levantar as alternativas de caminho. O mau tempo atrasou um pouco a nossa programação, pois tivemos que fazer alguns desvios para ter segurança de vôo. De qualquer maneira, estamos conseguindo encontrar boas alternativas”, falou Marcos Moraes.

“A primeira especial deve ser tradicional de Rally dos Sertões, proporcionando aos competidores a oportunidade de testar seus equipamentos para os últimos ajustes. Com o passar dos dias, a prova vai subindo seu nível técnico, distâncias e dificuldades. Teoricamente, já estamos no sexto dia de prova”, continuou Marcos.

Após encerrarem o trabalho aéreo, Moraes e Sachs terão uma nova jornada pela frente – desta vez, por terra – em abril, com o fim do período crítico de chuvas. Em junho, ambos conferem novamente o roteiro para, só depois, o mesmo ser revelado. “No segundo levantamento, por terra, já sabemos que precisaremos reestruturar o quarto dia de prova para ficar mais difícil”, completou Marcos.