Focus também com motor Duratec 2.0 Flex

7 de março de 2010

Após lançar a versão 1.6 Flex, a Ford complementa a linha 2010 do Novo Focus com a introdução do motor Duratec 2.0 Flex, um dos melhores e mais avançados bicombustíveis do mercado brasileiro. Além de se tornar flex, o consagrado automóvel da Ford recebeu também um novo conjunto de equipamentos, incluindo moderno sistema de som e conectividade, e vem com preço extremamente competitivo no concorrido segmento de hatches e sedãs médios.

Referência em dinâmica veicular na categoria, o automóvel da Ford reforça ainda mais suas qualidades com o novo motor Duratec 2.0 16V Flex. Com a nova transmissão manual de cinco marchas ou a transmissão automática seqüencial de quatro velocidades, desenvolve a potência máxima de 148 cv (@ 6.250 rpm) com etanol e 143 cv (@ 6.250 rpm) com gasolina e torque máximo de 191 Nm (@ 5.250 rpm) com etanol e 184 Nm (@ 4.250 rpm) com gasolina.

O Novo Ford Focus 2010 traz o motor 2.0 Flex mais avançado do mercado, da família Duratec. Construído com bloco, cabeçote e pistões de alumínio, é um motor leve e compacto, equipado com coletor de admissão variável. A nova transmissão manual, de produção local, é outro aprimoramento que reforça a dirigibilidade, um dos aspectos marcantes do DNA do veículo. Também vem mais equipado, com volante em couro com insertos cromados e faróis de neblina de série em todos os modelos.

Essas novidades se somam às qualidades já conhecidas do Focus, veículo que em 12 anos já vendeu mais de 5 milhões de unidades e é sucesso nos mercados mais exigentes do mundo. Produto de uma nova plataforma global, ele incorpora as tendências mais atuais de tecnologia e design e evidencia no prazer de dirigir e no comportamento dinâmico diferenciado o apuro do seu projeto de engenharia.

Uma das razões de seu comportamento superior está na suspensão traseira independente multilink, com barra estabilizadora, diferencial que contribui para o excelente equilíbrio entre conforto e estabilidade, assim como a direção com assistência eletro-hidráulica progressiva e personalizável em três níveis (Normal, Conforto e Esporte).

Por fora e por dentro, o Novo Focus 2.0 Flex chama a atenção pelas linhas marcantes e arrojadas, criadas dentro do novo conceito de design Kinetic da Ford. Tanto no Sedan como no Hatch, a carroceria transmite equilíbrio e personalidade. A grade inferior em formato trapezoidal e as rodas de liga leve de 16 polegadas acentuam o seu dinamismo.

Na cabine, o conforto é garantido pela plataforma ampla, com bom aproveitamento do espaço interno. A qualidade dos materiais de acabamento e a ergonomia revelam um padrão de refinamento superior na categoria. O Novo Ford Focus 2.0 Flex é disponível nos modelos Sedan (4 portas) e Hatch (5 portas), com transmissão manual ou automática sequencial e nas versões GLX ou GHIA, somando oito catálogos. Como novidades, além do novo acabamento no console central, toda a linha traz volante em couro com insertos cromados, faróis de neblina e encosto de cabeça com regulagem de altura para os cinco passageiros.

Oferece também, na versão GHIA, um conjunto completo de tecnologia e conforto, que inclui rádio My Connection com comando de voz, botão de partida sem chave Ford Power, ar condicionado automático e digital com controle individual de temperatura para motorista e passageiro, banco do motorista com ajuste de altura elétrico e ajuste lombar manual, teto solar elétrico, sensor de estacionamento traseiro e controle de cruzeiro.

O novo motor se caracteriza pelo funcionamento elástico e curva de torque plana, com 10% a mais de força na faixa de 1.000 a 2.500 rpm, a mais utilizada na rodagem urbana.  Ele apresenta um ganho tanto na aceleração como na velocidade máxima com etanol e mantém o mesmo desempenho do 2.0 anterior quando abastecido com gasolina. Acelera de 0 a 100 km/h em 10,4 s com câmbio manual e 12,1 s com o automático, usando o combustível de origem vegetal. Com gasolina, conserva a marca de 10,5 s com transmissão manual e 12,2 s com transmissão automática. A versão manual atinge a velocidade máxima de 205 km/h (etanol) e 204 km/h (gasolina), enquanto a automática vai a 194 km/h (álcool) e 192 km/h (gasolina).

O novo motor também é econômico no consumo de combustível. Com transmissão manual, faz a média de 12,9 km/l com gasolina e 8,2 km/l com etanol. Com transmissão automática, apresenta um consumo médio de 11,9 km/l com gasolina e 7,7 km/l com etanol, em medições feitas segundo as normas NBR 6601 (cidade) e NBR 7024 (estrada).

Além do coletor de admissão variável, que otimiza o rendimento e melhora a resposta de aceleração, ele traz outros avanços construtivos importantes que garantem alta confiabilidade, durabilidade e baixo custo de manutenção. Como, por exemplo, pistões com saias revestidas de material antiaderente, bielas sinterizadas em peça única separadas por processo de fratura e assentos de válvulas reforçados.

Seu comando de válvulas é acionado por corrente silenciosa, com tensionador hidráulico, e todos os periféricos do motor são movidos por uma só correia, reduzindo a complexidade e necessidade de manutenção. O catalisador utiliza a tecnologia “close-coupled catalyst”, montado junto ao coletor de escape. O sistema de escapamento é feito de aço inoxidável resistente à corrosão.

A versão manual do Novo Focus 2.0 Flex vem com uma nova transmissão, modelo IB5+, produzida na Fábrica de Taubaté, em São Paulo, em substituição à MTX, importada. Entre outras vantagens, ela proporciona redução de inércia, uma diminuição de 7 kg no peso e menor esforço no acionamento da embreagem. A transmissão automática seqüencial também ganhou uma nova calibração que aprimora a velocidade de resposta e a suavidade de condução do veículo.

O Novo Focus 2.0 Flex é um carro completo. Além de ser o único da categoria com farol de neblina e volante em couro com insertos cromados de série, traz o novo sistema de som da Ford, que toca música nos formatos MP3 e WMA, com entrada para dispositivo auxiliar (P2), sistema RDS de identificação de rádio, ajuste automático do volume de acordo com a velocidade e equalização personalizada. O sistema se completa com seis alto-falantes (dois woofers de 6 polegadas, dois tweeters e dois full-range de 6 polegadas), para produzir um som envolvente e de qualidade.

A versão GhHIA vem equipada com o rádio My Connection, que inclui conexão para dispositivos USB, iPod e Bluetooth para celular, com áudio streaming, e comandos de áudio na coluna de direção, além de comandos de voz em português (com pronúncia do Brasil) para controle de áudio, ar condicionado e telefone. Uma tecla de ajuda com instruções fornecidas por voz auxilia nos primeiros passos de operação.

Toda a linha vem equipada também com air bag duplo, ar condicionado, direção eletro-hidráulica com três padrões de assistência, freios ABS com EBD e CBC, vidros e travas elétricas, computador de bordo, ajuste de altura dos faróis, banco do motorista com ajuste de altura, alarme antifurto volumétrico e perimetral, console central com descansa-braços, espelhos retrovisores elétricos com piscas integrados e rodas de liga leve de 16 polegadas, entre outros itens.

Botão de partida sem chave Ford Power, ar condicionado automático e digital com duas zonas, bancos de couro, som My Connection com Bluetooth, conexão para USB, iPod e comandos de voz, comandos do rádio na coluna de direção  e piloto automático no volante, banco do motorista com ajuste elétrico de altura, teto solar elétrico e sensor de estacionamento são itens adicionais da versão GHIA.

O modelo Sedan GLX sai por R$58.570 com transmissão manual e R$63.100 com transmissão automática. O Sedan GHIA tem preço a partir de R$67.450, ou R$71.900 com transmissão automática. Já o Hatch GLX custa R$56.570 com transmissão manual e R$61.100 com transmissão automática. Na versão GHIA, sai por R$65.450 com transmissão manual e R$69.900 com transmissão automática.

Fotos:Ford/Divulgação.