Jenson Button vence em pista molhada na China

18 de abril de 2010

Por Giovanni Romão

Eles podem ainda não ter o carro mais rápido do grid, mas somando dois pilotos com competências variáveis. De um lado, a frieza e técnica de Jenson Button; do outro, o arrojo e “sangue latino” do também inglês Lewis Hamilton. O resultado final de tudo isso? Uma dobradinha. Assim aconteceu na quarta corrida do ano, em Xangai, na China, com a segunda vitória de Button na temporada e o segundo lugar de Hamilton.

A corrida, que tinha um script desenhado para o domínio dos pilotos da Red Bull, dominantes na primeira fila do grid, acabou marcar por um ingrediente que vem mudando a histórias das corridas na atual temporada: a chuva.

Um dos pilotos a se beneficiar do início coturbado de prova, assim como Button, Nico Rosberg fechou o pódio com a Mercedes GP. Na quarta colocação terminou o espanhol Fernando Alonso, que proporcionou momentos marcantes na prova, seguido por Robert Kubica e Sebastian Vettel, o pole-position.

O sétimo colocado foi o russo Vitaly Petrov, acompanhado de perto pelo australiano Mark Webber. O brasileiro Felipe Massa marcou dois pontos na nona colocação, e Michael Schumacher fechou a zona de pontuação em décimo.

Os outros brasileiros tiveram participação discreta na prova. Rubens Barrichello chegou a andar na zona de pontuação, mas fechou a prova apenas na 12ª colocação. Bruno Senna fez uma boa prova com sua HRT e terminou em 16º. Já Lucas di Grassi enfrentou uma prova cheia de problemas e não conseguiu concluir o GP.

Muita emoção: do início ao fim

A quarta etapa da temporada foi marcada por muita disputa, desde a largada até a bandeirada final. Desde a segunda corrida do ano, na Austrália, as disputas têm marcado as provas, em parte pela presença da chuva em algum momento decisivo nesses três fins de semana.

Logo na largada da prova em Xangai, o espanhol Fernando Alonso saltou de terceiro para primeiro. No entanto, o piloto da Ferrari queimou a largada e acabou punido com um drive through.

Na primeira curva, um acidente envolvendo Kamui Kobayashi, Vitantonio Liuzzi e Sebastien Buemi, acabou exigindo a entrada do Safety Car. Foi neste período que a chuva caiu pela primeira vez e a maioria dos pilotos optou por entrar no pit e colocar pneus intermediários. Menos Rosberg, Button, Pedro de la Rosa, Kubica e Petrov.
A escolha acabou se mostrando acertada, pois logo a chuva parou e os pilotos de pneus para chuva, acabaram tendo que retornar ao pit para voltar aos slicks. Fazendo uma boa prova, De la Rosa foi obrigado a abandonar com um problema no motor.

As disputas ficaram boas da quinta colocação para trás, com bonitos pegas entre Hamilton e Schumacher, Massa e Barrichello, Sutil e Vettel, entre outras emocionantes disputas.

Na metade da prova, a chuva voltou a apertar e todos os pilotos foram obrigado a colocar pneu de chuva. Neste momento, quem se deu bem foi Hamilton, que começou a andar muito rápido e, com uma pilotagem arrojada, ganhou diversas posições, com ultrapassagens ousadas, até chegar no segundo posto.

Atrás de Button, Hamilton conseguiu aproximação apenas nas voltas finais, inclusive quando o campeão mundial de 2009 cometeu um erro. No entanto, não o suficiente para Hamilton supera-lo.

Mais atrás, que sofreu foi Michael Schumacher, que foi superado por Vettel, Alonso, Petrov, Webber e Massa. Destaque para Petrov, que além de ultrapassar o heptacampeão mundial, fez uma grande manobra para cima de Webber.

Momentros controversos

Dois momentos foram marcados por dúvidas e espanto. O primeiro foi a disputa entre Hamilton e Vettel na entrada e saída de uma das paradas de pit. Eles dividiram o mesmo espaço, o que gerou uma investigação por parte dos comissários.

Momentos depois, foi Alonso quem passou Massa na entrada do pit, empurrando o brasileiro para a grama. A atitude deverá gerar repercussões internas na Ferraria.

Campeonato

Com o resultado, Button pulou para a ponta da tabela de classificação com 60 pontos, contra 50 de Nico Rosberg e 49 de Fernando Alonso. Massa caiu da liderança para sexto, com 41 pontos.

A Fórmula 1 volta dentro de três semanas, com o GP de Barcelona, abertura da fase europeia da categoria.

Confira o resultado do GP da China:

1 Jenson Button (ING/McLaren)
2 Lewis Hamilton (ING/McLaren)
3 Nico Rosberg (ALE/Mercedes GP)
4 Fernando Alonso (ESP/Ferrari)
5 Robert Kubica (POL/Renault)
6 Sebastian Vettel (ALE/Red Bull)
7 Vitaly Petrov (RUS/Renault)
8 Mark Webber (AUS/Red Bull)
9 Felipe Massa (BRA/Ferrari)
10 Michael Schumacher (ALE/Mercedes GP)
11 Adrian Sutil (ALE/Force India)
12 Rubens Barrichello (BRA/Williams)
13 Jaime Alguersuari (ESP/Toro Rosso)
14 Heikki Kovalainen (FIN/Lotus)
15 Nico Hulkenberg (ALE/Williams)
16 Bruno Senna (BRA/HRT)
17 Karun Chandhok (IND/HRT)
OUT) Jarno Trulli (ITA/Lotus)
OUT) Lucas di Grassi (BRA/Virgin)
OUT) Pedro de la Rosa (ESP/BMW Sauber)
OUT) Timo Glock (ALE/Virgin)
OUT) Vitantonio Liuzzi (ITA/Force India)
OUT) Kamui Kobayashi (JAP/BMW Sauber)
OUT) Sebastien Buemi (SUI/Toro Rosso)

Fonte: F1Mania.net – redacao@f1mania.net

Foto: © Vodafone McLaren Mercedes 2010/Divulgação.