Stock Car: Átila Abreu assume liderança do campeonato

2 de maio de 2010

O paulista Ricardo Mauricio entrou para a história como o primeiro vencedor no Velopark, autódromo gaúcho que foi inaugurado com a terceira etapa da Stock Car, disputada domingo (02/5) em Nova Santa Rita, 30 km de Porto Alegre. Com a segunda posição, o sorocabano Átila Abreu assumiu a liderança da principal categoria do automobilismo brasileiro com 49 pontos, quatro de vantagem sobre o vencedor. O pódio ficou completo com o paranaense Júlio Campos.

“A liderança do campeonato só coroa o nosso trabalho. Estou praticamente garantido para o playoff, mas não podemos ficar só comemorando. Ainda estamos no começo da temporada e temos que trabalhar ainda com mais afinco”, determinou Átila Abreu.

Piloto mais jovem, com 22 anos de idade, e apenas na sua terceira temporada completa na Stock Car, Átila Abreu credita grande parte dos méritos de sua liderança para a AMG Motorsport (3M/Poliron/Beta Ferramentas), equipe com comando desportivo do campeoníssimo Ingo Hoffmann.

“Nossa estratégia para esta corrida era acompanhar os líderes e ganhar posições no pit stop. Deu certo, larguei em quarto, passei para terceiro e retornei para a pista na vice-liderança”, contou sobre a corrida. “É uma equipe que está entre as três melhores. Começamos bem, o contato e a união com o time é muito grande”, comentou.

Com o seu segundo lugar pela segunda vez em três corridas – na prova anterior foi sétimo -, Átila Abreu está bem próximo de sua primeira vitória na Stock Car, mas pensa mais no título de campeão. “Esta estréia no Velopark foi bem interessante, tive um carro competitivo. Preferi pensar no campeonato a atacar o líder para arriscar uma vitória incerta e deu certo. Vamos trabalhar para chegar na primeira vitória, mas o importante é o título”, falou. “O Cacá marcou o nome dele na estréia de Salvador, o Ricardinho Maurício na inauguração aqui do Velopark, então, deixa Ribeirão Preto aqui pro caipira”, encerrou o representante de Sorocaba, falando sobre a quinta etapa, que será realizada pela primeira vez nas ruas da cidade do interior paulista.

Companheiro de equipe do líder Átila Abreu, Gustavo Sondermann (Aon/Icec/Bezema) passou por um problema inusitado no automobilismo. Ele foi largar dos boxes, mas o carro que estava à sua frente teve o motor apagado e ele ficou três voltas parado até que a saída fosse obstruída. “Isso arruinou com qualquer pretensão que eu tinha para a corrida. O prejuízo foi enorme”, desabafou o 24º colocado.

Foto:André Santos/Divulgação.