GT Brasil terá outras mudanças para equilíbrio de desempenho em São Paulo

7 de maio de 2010

O processo de equilíbrio de desempenho da GT Brasil trouxe seus primeiros bons resultados na segunda rodada dupla da temporada 2010. Foram duas corridas muito movimentadas no meio de abril, no Autódromo Internacional de Curitiba, em Pinhais (PR). E a competitividade da categoria deve aumentar ainda mais na próxima etapa, com as corridas de número cinco e seis, marcadas para os dias 15 e 16 de maio, no Autódromo de Interlagos – José Carlos Pace, em São Paulo (SP).

Foram adotadas mais algumas mudanças na parte técnica, envolvendo principalmente os carros mais velozes do campeonato até agora, o Ford GT 40 e o Lamborghini Gallardo LP560. As alterações vão permitir que os carros fiquem um pouco mais próximos entre eles e também deve reduzir a vantagem dos dois modelos para os demais – especialmente Dodge Viper Competition Coupe e Ferrari F430. Basicamente, haverá perda de potência tanto do Ford GT 40 quanto do Lamborghini Gallardo LP560.

O Ford GT 40, que utilizava dois restritores de 45 mm, passará a utilizar dois de 44 mm. Já o Lamborghini Gallardo LP560 tinha dois de 45 mm e, a partir da próxima rodada dupla, contará com dois de 42 mm.

AS MUDANÇAS PARA SÃO PAULO
Confira as mudanças:
Ford GT (GTBR3)
Redução da potência com a adoção de dois restritores de 44 mm cada.
Regulamentação da medida do pneu dianteiro Pirelli que será 305/645-18 ou Michelin 30/65-18.
Demais configurações inalteradas em relação a segunda etapa.

Lamborghini LP560 (GTBR3)
Redução da potência com a adoção de dois restritores de 42 mm cada.
Demais configurações inalteradas em relação a segunda etapa.

Ferrari F430 Challenge (GTBR4)
Aumento da potência com batente do acelerador a 35%
Demais configurações inalteradas em relação a segunda etapa.

Foto: Pedro Bicudo/Divulgação.