Wellington Cirino e Geraldo Piquet receberam motores novas configurações mecânicas

15 de maio de 2010

Começou nesta sexta-feira (14) em Caruaru, Pernambuco, a terceira etapa do Campeonato Sul-Americano de Fórmula Truck. As equipes tiveram duas sessões de treinos livres – de uma hora cada – para fazer o reconhecimento do Autódromo Ayrton Senna e trabalhar nos primeiros ajustes dos caminhões. No box da ABF Mercedes-Benz, os pilotos Wellington Cirino e Geraldo Piquet destacaram a evolução dos modelos Axor 2044 que, entre outras novidades, receberam uma nova configuração do motor para esta etapa. “Ficamos contentes com o novo acerto do motor, vimos que estamos no caminho certo para continuar o desenvolvimento do caminhão”, destacou Adalbert Beck, supervisor de marketing de produtos da Mercedes-Benz. “Hoje ainda treinamos com os pneus fora das condições ideais de desempenho, então acredito que na tomada de tempos nosso tempo pode melhorar um pouco mais”, lembrou. Os pilotos da equipe fecharam a sexta-feira com o sexto e o sétimo melhores tempos, respectivamente com Geraldo Piquet e Wellington Cirino.

Piquet, filho do tricampeão mundial de Fórmula 1 Nelson Piquet, mostrou satisfação com as mudanças em seu caminhão após a etapa do Rio de Janeiro, mas enfatizou que ainda há muito trabalho pela frente antes do treino classificatório em Caruaru. “A equipe modificou o trambulador do câmbio do meu caminhão para essa etapa e pude perceber uma melhora significativa”, comentou Geraldo. “O câmbio ficou mais preciso e mais leve, e isso é muito importante na pilotagem”, avaliou. “O caminhão mostrou potencial, mas ainda temos uma desvantagem em relação aos mais rápidos do dia. Então precisamos trabalhar nos próximos dois treinos para reduzir essa diferença e brigar por uma posição de largada mais à frente”, disse.

O paranaense Wellington Cirino destacou a evolução do motor no primeiro dia em Caruaru. “Nosso motor ficou muito bom, sem dúvida é um dos melhores da categoria depois das modificações que a equipe fez”, comentou o tetracampeão da categoria. “Trabalhamos alguns ajustes do diferencial durante a sexta-feira e agora precisamos evoluir o acerto de suspensão para encostar nos líderes. Acho que temos potencial para brigar pelo Top Qualifying, mas precisamos melhorar porque a disputa do quinto ao décimo colocado está bem apertada”, avaliou Cirino, quinto colocado no campeonato, lembrando a fase do treino classificatório na qual entram os oito mais rápidos da primeira parte.

O mais rápido da sexta-feira na Fórmula Truck foi o goiano Leandro Reis. Neste sábado os pilotos fazem mais dois treinos antes da sessão que define a ordem de largada para a corrida.