Lewis Hamilton vence corrida de situação “inesperada” na Turquia

30 de maio de 2010

Uma daquelas corridas que não se espera grande dose de emoção, ainda mais quando o carro mais rápido do grid larga na pole-position. Bom, assim foi até a metade da corrida, quando Mark Webber garantia a vitória esperada e Sebastian Vettel, depois de superar Lewis Hamilton nos boxes, vinha para mais uma dobradinha da Red Bull. Porém, sem mais paradas de boxes, quem cruza a bandeirada em primeiro e vence seu primeiro GP no ano é Lewis Hamilton. Exatamente, a prova na Turquia foi marcada por uma grande surpresa.

Quando faltavam menos de 20 voltas para o final, um toque inesperado entre Webber e Vettel arruinou totalmente a corrida do segundo (mais detalhes logo abaixo). Enquanto o primeiro ainda conseguiu voltar, mas em terceiro, atrás dos pilotos da McLaren, fechando o pódio. Jenson Button fechou o a dobradinha da McLaren.

Na quarta colocação terminou o alemão Michael Schumacher, da Mercedes, seguido pelo companheiro Nico Rosberg. O polonês da Renault, Robert Kubica, foi o sexto colocado, com Felipe Massa fechando a prova na sétima colocação, uma posição à frente de Fernando Alonso. Adrian Sutil e Kamui Kobayashi fecharam a zona de pontuação.

Quem também fez uma grande prova foi o russo Vitaly Petrov, sempre andando nos pontos, mas que acabou se envolvendo em um toque com Alonso nas voltas finais, terminando a corrida na 15ª posição.

O brasileiro Rubens Barrichello fechou a corrida em 14º e Lucas di Grassi foi 19º. Bruno Senna não terminou a corrida com sua HRT.

Corrida surpresa

Na largada, Vettel ganhou a segundo posição de Hamilton, mas o inglês deu o troco curvas depois. Button também perdeu uma posição com a outra McLaren, para Schumacher, e também conseguiu recuperar na volta seguinte.

Na primeira parte da corrida, Hamilton conseguiu manter uma importante pressão sobre o australiano Mark Webber, da Red Bull, principalmente nas voltas próximas ao pit stop.

Os dois líderes da prova, então, entraram juntos para a troca de pneu, e Webber conseguiu manter a ponta. Vettel, que já havia feito a parada uma volta antes, ganhou a segunda colocação.

Quando tudo parecia muito tranqüilo na prova, por volta da volta 24 começou a “pipocar” a notícia de que uma rápida chuva iria chegar ao circuito. A situação gerou bastante movimentação entre as equipes, discutindo via rádio com os pilotos como agir na nova condição que se aproximava.

Mas antes mesmo da chuva chegar, uma cena impressionante, e pouco esperada. O Vettel foi para cima do Webber, para assumir a ponta, e os dois companheiros acabaram se tocando. Com a suspensão quebrada, o alemão foi obrigado a abandonar a prova, enquanto o australiano seguiu na pista, teve que trocar o bico do carro e manteve a terceira posição, atrás dos pilotos da McLaren

Então, quando faltavam 14 voltar para o final, a esperava chuva apertou, mas não o suficiente para exigir uma troca de pneus. Mais uma vez a corrida parecia tranqüila, agora com a dobradinha da McLaren.

Mas somente parecia!

Por mais incrível que possa parecer, voltas depois do toque entre os pilotos da RBR, Butto pressionou Hamilton e foi pra cima do inglês, chegando a ganhar a liderança. Na reta seguinte, o campeão mundial de 2008 voltou para cima do companheiro e ganhou novamente a ponta. Uma disputa que quase terminou em “desastre” como na concorrência.

As brigas, então, ficaram mais nas posições de meio, entre Alonso e Vitaly Petrov, Jaime Alguersuari e Pedro de la Rosa, e Kamui Kobayashi e Adrian Sutil. De resto, foi aguardar a bandeirada final.

Campeonato

Com o resultado do GP da Turquia, Webber ainda conseguiu manter a liderança, com 93 pontos, seguido por Button, com 90. Hamilton pulou para terceiro, com 84 pontos, enquanto Vettel se manteve com 78 e caiu para quinto.

A Fórmula 1 volta dentro de duas semanas, no dia 11 de junho, com os primeiros treinos livres para o GP do Canadá, que volta ao calendário da categoria.

Confira o resultado do GP da Turquia:

1) Lewis Hamilton (ING/McLaren)
2) Jenson Button (ING/McLaren)
3) Mark Webber (AUS/Red Bull)
4) Michael Schumacher (ALE/Mercedes GP)
5) Nico Rosberg (ALE/Mercedes GP)
6) Robert Kubica (POL/Renault)
7) Felipe Massa (BRA/Ferrari)
8) Fernando Alonso (ESP/Ferrari)
9) Adrian Sutil (ALE/Force India)
10) Kamui Kobayashi (JAP/BMW Sauber)
11) Pedro de la Rosa (ESP/BMW Sauber)
12) Jaime Alguersuari (ESP/Toro Rosso)
13) Vitantonio Liuzzi (ITA/Force India)
14) Rubens Barrichello (BRA/Williams)
15) Vitaly Petrov (RUS/Renault)
16) Sebastien Buemi (SUI/Toro Rosso)
17) Nico Hulkenberg (ALE/Williams)
18) Timo Glock (ALE/Virgin)
19) Lucas di Grassi (BRA/Virgin)
OUT) Karun Chandhok (IND/HRT)
OUT) Bruno Senna (BRA/HRT)
OUT) Sebastian Vettel (ALE/Red Bull)
OUT) Heikki Kovalainen (FIN/Lotus)
OUT) Jarno Trulli (ITA/Lotus)

Por Giovanni Romão/F1Mania. net – redacao@f1mania.net

Foto:© Vodafone McLaren Mercedes 2010/Divulgação.