Caminho Novo Off-Road atrai equipes de sete Estados do Brasil

1 de junho de 2010

A cada ano, o Caminho Novo Off-Road cresce e chama a atenção de competidores de todo o Brasil. Não bastasse ser o rali mais aguardado de Minas Gerais, o evento começa a despontar como um dos mais importantes do País, já que tem no seu grid equipes vindas de diversos Estados.

Dos 60 inscritos até o momento, oito são do Rio de Janeiro, três de São Paulo, um do Espírito Santo, um do Mato Grosso / Goiás, um de Santa Catarina, nove de Belo Horizonte, MG, quatro do interior de Minas Gerais e o restante de Juiz de Fora, MG.

A competição, que neste ano alcança a 7ª edição, percorrerá cerca de 500 quilômetros entre Juiz de Fora e Belo Horizonte, MG, em dois dias de disputas – 04 e 05 de junho. O roteiro, que promete ser inesquecível, desbravará as mais belas regiões de Minas Gerais, resgatando também um pouco da história do nosso País.

Atraídos pelo alto nível técnico e competitividade acirrada do Caminho Novo Off-Road, os irmãos Carlos e Luciano Lorentz, da cidade de Vargem Alta, Espírito Santo, marcarão presença no evento. “Quando uma competição prima pela perfeição, vale qualquer sacrifício. E sabemos da qualidade dos organizadores deste rali, por isso, não vemos a hora de colocar nosso 4×4 na trilha e lutar para trazer o título para nosso estado”, comentou o piloto Carlos.

Outro time que vem de longe é Braz Cesconetto e Waldenberg Barros, de Rondonópolis, MT, e Goiânia, GO, respectivamente. “Seremos os únicos representantes de nossos estados, por isso, temos a responsabilidade de conquistarmos um bom resultado, além da classificação na final da Copa Brasil”, disse Cesconetto. O Caminho Novo Off-Road é válido como etapa classificatória para a final do Brasileiro, que definirá os melhores pilotos e navegadores do Brasil de 2010.

Do Rio de Janeiro, vem a Niterói Rally Team, de Ricardo Barra e Ronald Leis. A dupla, que já conquistou o título mineiro de 2008, é uma das favoritas ao pódio. “Foi nesta corrida, em 2008, que escrevemos uma das mais belas páginas de nossa história, que mesmo tendo sofrido um acidente durante o certame, depois furado um pneu, e com o carro severamente avariado, conseguimos um inacreditável segundo lugar. Esta é uma prova que ‘só acaba, quando termina’”, lembrou Barra.

Também do estado fluminense, participará do rali Carlos Salvini e Fernando Jucá; Fernando Montá e Fernando Montá Filho; Ricardo Soares e Claudia Feio; Jorge Thirige e Milene Figueiredo, entre outros. De São Paulo, o casal Marcelo Carqueijó e Roberlena Moraes; Marcos Aurélio Comparini Júnior e Marcelo Franchini; e Pietro Branchina Neto e Ricardo Bonazzi. De Santa Catarina, vem o navegador Luis Felipe Eckel.