Di Grassi é o melhor entre equipes estreantes no GP da Europa

28 de junho de 2010

Lucas Di Grassi (Clear, Sorocred, Locaweb, Eurobike, Schioppa) conseguiu cumprir seu principal objetivo no Grande Prêmio da Europa, realizado na manhã deste domingo (27), em Valência, na Espanha, válida pela nona etapa do Campeonato Mundial de Fórmula 1. O piloto da Virgin Racing cruzou a linha de chegada na 17ª posição, sendo o primeiro colocado entre as equipes estreantes. O brasileiro, que faz sua primeira temporada na principal categoria do automobilismo mundial, completou sua quinta corrida.

Assim como no treino classificatório, Di Grassi ficou novamente à frente do seu companheiro de equipe, o alemão Timo Glock, 18º na corrida, que compete em sua terceira temporada na Fórmula 1. Os tempos de volta do brasileiro, de um modo geral, também foram melhores que os de Glock.

Lucas superou também os dois carros da Hispania, de Karun Chandhok e do também brasileiro Bruno Senna, e o Lotus de Jarno Trulli. Heikki Kovalainen, companheiro de Trulli, envolveu-se em um grave acidente com Mark Webber, da Red Bull Racing, e abandonou na 13ª volta. A corrida foi vencida pelo outro piloto da Red Bull, Sebastian Vettel.

Para Di Grassi, essa foi uma das melhores corridas de sua vida. “Estou muito feliz em ter sido o melhor entre as equipes novatas. Isso para mim é como uma vitória, já que somos uma equipe estreante e estamos ainda bem no início de nossa trajetória na Fórmula 1. O carro se comportou como esperado, pude manter um bom ritmo e terminar à frente de meu companheiro de equipe. Estou satisfeito por todo o time, que fez um trabalho fantástico neste fim de semana”, afirmou o brasileiro.

O piloto ressaltou que a estratégia foi um dos pontos altos da Virgin Racing em Valência. “Nossa estratégia funcionou muito bem. Decidimos não parar no momento em que o safety car estava na pista, logo nas primeiras voltas da corrida, porque não era a melhor alternativa nos nossos cálculos. O carro estava bom e meu ritmo era consistente. No final, ficou provado que esta foi a melhor opção”, afirmou.

A 10ª etapa do Campeonato Mundial de Fórmula 1 acontece no dia 11 de julho, em Silverstone, na Inglaterra. Di Grassi afirma que a equipe promoverá novas melhorias no VR-01. “Agora vamos direcionar nossos esforços para a corrida de Silverstone. Vamos ter um grande pacote de atualizações, um novo assoalho, novas partes mecânicas e aerodinâmicas. É mais um passo no desenvolvimento do nosso carro, para que possamos estar mais à frente”, afirmou o piloto, que usou nesta corrida um novo capacete alusivo à Copa do Mundo. Se o Brasil disputar a final, marcada para o mesmo dia do GP inglês, o piloto promete repetir o uso.