Carro que não fizer recall terá venda bloqueada

2 de julho de 2010

Uma nova legislação de trânsito endurece a situação de proprietários de automóveis que, apesar de convidados pelas fábricas, não fizerem os reparos determinados por um recall para o conserto ou troca de alguma peça ou sistema que tenha apresentado defeito.

O Departamento Nacional de Trânsito (DENATRAN) já anunciou que pretende, nos próximos três meses, determinar que os donos de carros que não fizerem o recall a que estão sujeitos terão a venda de seus veículos bloqueada.

Essa sanção será introduzida através de um projeto que prevê um novo sistema de abastecimento de dados que cruzará informações da própria montadora a que se refere o recall, com os registros do Departamento de Proteção e Defesa do Consumidor e outros órgãos que atuam nos processos de recall.

Importante lembrar que, no caso da Ford Brasil, a empresa não estabelece uma data limite para o atendimento de seus clientes. Atualmente, há dois recalls da marca em andamento: Fusion 2010 cujos proprietários começaram a ser atendidos a partir de 17 de maio e o Ford Ka, modelos 2008, 2009 e os produzidos até 31 de janeiro de 2010 cujo atendimento começou em 24 de maio. A Ford disponibiliza o telefone 0800 703 3673 e o site www.ford.com.br.

Assim sendo, os proprietários devem se apressar em atender o chamado de recall e agendar o atendimento numa concessionária da marca, que melhor lhe convier, para não haver problemas no momento em que decidirem vender seus veículos.