Equipe Ford larga da quarta fila

24 de julho de 2010

Os caminhões pesados, de 12 litros, vão largar das duas primeiras filas do grid de laragada para a quinta etapa dos Campeonatos Sul-americano e Brasileiro de Fórmula Truck, que será disputada neste domingo (25/07) no autódromo de Interlagos (SP), a partir das 13h40 (horário de Brasília), com duração de uma hora e transmissão pela Band Sports. A TV Bandeirantes irá transmitir um compacto às 21h25.
A pole position é do Scania do paulista Roberval Andrade, com o tempo de 2min00s141 (média de 129,11 Km/h), seguido do Mercedes-Benz do paranaense Leandro Totti (2min01s087). Mesmo tendo feito o segundo tempo (2min00s820), o paulista Danilo Dirani da Ford Racing Trucks (Ford/Consórcio Case/Automotiva Usiminas/ Cummins/Eaton/FrasLe/ BorgWarner/Mahle/Ferramentas Beta/Molas Feeder/Digipulse/Tecnodiesel/Stock AIG) vai partir apenas da oitava posição.
“Infelizmente passamos um pouco acima de 160 km/h na linha de chegada, onde tem um radar e isto não é permitido. Temos um dos melhores conjuntos da categoria e em todas as provas participamos do top qualify brigando pela pole position”, destacou o piloto do Ford Cargo de numeral 56, caminhão leve de 9 litros. “Tentaremos chegar nos ponteiros até o final da corrida para subirmos no pódio novamente”, planeja.

O mineiro Bruno Junqueira, experiente piloto da Fórmula Indy, ressalta a importância do evento na capital paulista. “Esta é a corrida mais importante da Fórmula Truck. Todos os patrocinadores, apoiadores, montadoras, a cúpula da categoria e as pessoas mais importantes estão aqui. E o público é sempre enorme”.

E com a categoria dos ‘brutamontes’ dividindo o final de semana com a Top Race, categoria sul-americana de Turismo, a Fórmula Truck ganha mais brilho. “É muito bacana fazer o evento em conjunto com outra categoria, fica mais gostoso dividir os boxes e o público sempre vai ver carros na pista. Conheço praticamente a metade dos pilotos que correm na Top Race, já bati roda com muitos deles quando disputava competições sul-americanas. Depois de 13 anos longe de Interlagos, é muito bom voltar a pilotar nessa pista, a sensação é diferente aqui. Sem dúvida o domingo será especial”, comentou o mineiro.

Para Andersom Toso, piloto do Ford Cargo número 46, a corrida em Interlagos pode reservar algumas surpresas, de maneira positiva para a equipe Ford. “São Paulo tem uma pista que desgasta bastante o equipamento, mas o caminhão Ford Cargo está surpreendendo aqui. Há uma clara evolução dos caminhões pequenos em Interlagos. Mesmo com um motor e um entreeixos menores, estamos indo muito bem, com consistência. E na corrida podemos ter surpresas também”.

O gaúcho explica o que a diferença de peso e potência entre os caminhões poderá fazer na corrida. “Podemos dividir a prova em duas etapas. Na primeira, que são as duas voltas sem radar, a tendência é dos caminhões grandes sumirem na frente. Mas depois da metade da prova os pequenos podem se recuperar da desvantagem. É a nossa esperança de chegar junto no final da corrida”, explicou.

Foto: Orlei Silva