F-Truck: Em dia de imprevistos, ABF Mercedes-Benz garante lugar na segunda fila com Wellington Cirino

24 de julho de 2010

O sábado (24), dia do treino que definiu o grid de largada na 5ª etapa da Fórmula Truck  – em São Paulo – acabou marcado por uma série de imprevistos nos caminhões da equipe ABF Mercedes-Benz. Já no primeiro treino do dia, tanto Wellington Cirino, quanto Geraldo Piquet, detectaram falhas no equipamento. Cirino com dificuldades na alimentação do motor; e Geraldo obrigado a abandonar o ensaio com uma falha na embreagem. “Tivemos um dia bastante problemático para os dois pilotos. Agora precisamos correr atrás desse prejuízo”, comentou Adalbert Beck, supervisor de marketing de produtos da Mercedes-Benz. “A classificação acabou com um grande resultado do Wellington (Cirino), tendo em vista os problemas que enfrentamos. Já o Geraldo (Piquet) acabou sendo bastante prejudicado por ter ficado fora do quatro treino livre”, completou Beck.

Na sessão que definiu as posições de largada, Wellington Cirino garantiu uma posição na segunda fila do grid e parte da quarta colocação neste domingo – à frente dos seus dois principais adversários na briga pelo título: Valmir Benavides (12º) e Felipe Giaffone (7º). Geraldo, por outro lado, saiu para a pista na tomada de tempos sem ter concluído o desenvolvimento do caminhão nos treinos livres, e terminou com a 13ª marca, na sétima fila. “Por todos os problemas que tivemos, o quarto lugar no grid foi um grande resultado”, apontou Wellington Cirino. “Mas temos muito o que trabalhar ainda para descobrir as causas dessa falha na alimentação”, disse o tetracampeão da categoria, que neste final de semana briga para se isolar como o maior vencedor em Interlagos. Ao lado de Roberval Andrade, que sai na pole-position neste domingo, Cirino soma três vitórias no circuito paulistano.

Saindo no meio do pelotão, Geraldo já definiu a estratégia para sua corrida no domingo. “Ter cautela na prova, fazer uma largada tranquila para evitar algum acidente e depois recuperar posições para marcar o máximo possível de pontos”, definiu o brasiliense. “Ficar fora da maior parte do primeiro treino e de todo o segundo hoje acabou sendo muito ruim. O caminhão está longe do ideal, não conseguimos chegar nos mesmo tempos que fizemos na etapa do ano passado. Vamos ter que trabalhar esta noite para melhorar o desempenho amanhã”, finalizou Piquet.