Roberval leva Corinthians a vitória “histórica” na F-Truck em Interlagos

25 de julho de 2010

Pela quarta vez, Roberval Andrade comemorou uma vitória na Fórmula Truck em Interlagos. A conquista da tarde deste domingo (25) no Autódromo José Carlos Pace, contudo, foi mais emotiva para o piloto paulista que as de 2004, 2006 e 2009. Os motivos especiais devem-se à parceria firmada pelo piloto paulista com o Sport Club Corinthians Paulista – foi a primeira vez que o clube paulista venceu uma competição de automobilismo em sua cidade.

“Interlagos é a minha casa, é a quarta vez que ganho aqui. Deu tudo certo num fim de semana que as circunstâncias fizeram ser perfeito”, festejou Andrade, que recebeu eu seu box, momentos antes da corrida, a vista do atacante Ronaldo e de diretores do Corinthians. “Meu box virou uma loucura com a vinda deles, eu nem tive tempo para almoçar ou me concentrar para a corrida. Mas compensou, a gente precisava de um momento assim”, disse.

Largando da pole-position, Andrade perdeu a liderança da corrida para o paranaense Leandro Totti, da Mercedes-Benz, ainda na reta de largada. Retomou-a na abertura da terceira volta para se manter à frente até o fim. A etapa paulista foi marcada por dois acidentes – um na quinta volta, com José Maria Reis, e outro envolvendo Diumar Bueno e Bruno Junqueira, instantes depois. Ambos resultaram na intervenção do Pace Truck, com a corrida sob bandeira amarela.

“Se não fossem as bandeiras amarelas eu poderia não ter vencido. Tive problemas com a turbina da metade da corrida para a frente e perdi rendimento”, admitiu Andrade, que tem em seu caminhão o número 100, alusivo ao centenário do Corinthians, e as logomarcas de Scania, Knorr-Bremse, Banco PanAmericano, Guerra, Superpar, Mann Filter, ZF, Ibero Eixos, Nino Faróis, KS Pistões, Frum, Fix Implementos, Truckvan, Tanesfil, Companhia Athetica e Yamaha.

O trabalho da equipe Scania Corinthians Motorsports nos últimos dias foi bastante atribulado. “Nós iríamos estrear o novo caminhão nesta etapa, o F7, mas decidimos manter o F6. A mudança nos planos sobrecarregou a equipe, todos os mecânicos e integrantes trabalharam dia e noite a semana inteira, eu devo isso a eles, esse resultado, esse momento magnífico. É o meu dia mais feliz desde que cheguei à Fórmula Truck”, estipulou Andrade, após a festa no pódio.

Roberval definiu como “histórica” a comemoração no pódio em Interlagos, onde teve a companhia de Totti, Paulo Salustiano, Felipe Giaffone e Wellington Cirino. “Ouvir a comemoração da torcida do Corinthians na arquibancada, receber meu troféu ao som do hino do clube, são coisas que eu nem consigo descrever”, falou. “Só tenho a agradecer a Deus, que foi tão bom, à superação da equipe, à minha família, patrocinadores e, especialmente, à Scania”, encerrou.

O campeonato da Truck passa a ter novo líder. Felipe Giaffone terminou a corrida paulista em quarto lugar e reassumiu o comando da tabela com 98 pontos, um a mais que Valmir Benavides, seu companheiro na equipe Volkswagen, que abandonou a corrida com problemas mecânicos. Cirino, terceiro na etapa com um Mercedes-Benz, segue em terceiro, com 91. Andrade recuperou uma posição e é o quarto no campeonato, agora com 72 pontos.

A corrida em Interlagos foi a quinta do Campeonato Sul-Americano de Fórmula Truck, que marcou o encerramento da primeira metade da temporada. A sexta etapa, no dia 22 de agosto, acontecerá no Autódromo Internacional Ayrton Senna, em Londrina. Após 19 voltas válidas, o resultado da quinta etapa dos campeonatos Sul-Americano e Brasileiro de Fórmula Truck, neste domingo em Interlagos, foi:

Texto: Luciano Monteiro –
Fotos: Orlei Silva – Divulgação.