Nascar: Miguel Paludo sobrevive à "pancadaria" e completa corrida em Lee USA

1 de agosto de 2010

A corrida mais movimentada e acidentada de sua carreira. Foi assim que o piloto brasileiro Miguel Paludo (Stemco-Duroline) definiu a participação na sétima etapa da K&N Pro Series East, divisão de acesso da Nascar, a Stock Car norte-americana, disputada na noite nesta sexta-feira em Lee USA.

A corrida foi disputada na menor pista da temporada, de apenas 0.375 milha (600 metros), e por isso os incidentes foram marcantes ao longo das 125 voltas no oval curto localizado em Hampton, próximo à região de Boston, nos Estados Unidos. “Esta foi sem dúvida a corrida mais intensa e acidentada de minha carreira. Foi aquilo que os pilotos chamam de uma verdadeira pancadaria. O importante é que, entre mortos e feriados, salvaram-se todos”, brincou Paludo.

De fato, além da ocorrência de diversas bandeiras amarelas e até de uma vermelha, o piloto da equipe Stemco-Duroline sofreu os efeitos desta prova movimentada: esteve envolvido em dois acidentes, entrando duas vezes no pit para reparar seu carro. Mesmo caindo para último, conseguiu chegar na 11ª colocação na prova disputada no Lee USA Speedway. A vitória ficou com Darrel Wallace Jr.

Largando na 13ª colocação, Paludo manteve um bom ritmo no início da prova. “Vinha bem, fazendo voltas constantes, no mesmo ritmo dos ponteiros”, conta o gaúcho. O primeiro susto da noite veio com um acidente múltiplo bem à frente do atual bicampeão da Porsche Cup brasileira. O saldo desta “pancada” foi a primeira parada não-prevista para Paludo no pit (em Lee USA, os carros da Nascar East não fizeram troca de pneu nem reabastecimento).

Algumas voltas depois, Miguel já vinha se posicionando bem na prova novamente. Após ultrapassar Zach Germain, que também compete pelo seu time, acabou levando um toque no giro seguinte. “Ele veio conversar comigo e disse que foi involuntário. Além de afetar o carro, o acidente provocou uma rodada e o motor do meu carro morreu. Por pouco minha corrida não acaba ali, mas consegui ligar faltando pouco para levar uma volta do líder”, diz Paludo.

Com isso, o gaúcho conseguiu parar rapidamente no pit para desamassar o carro e ainda voltar na mesma volta dos ponteiros. Mesmo caindo para último, o piloto da equipe Stemco-Duroline conseguiu boa recuperação e protagonizou ainda um lance incrível na volta final.

Uma bandeira vermelha causou interrupção da corrida perto do final, após uma grande batida envolvendo seis carros. A quatro voltas da quadriculada, a relargada trouxe bastante emoção à pista de Lee USA. “Estava todo mundo andando junto e, na última curva, aproveitei que os três carros à minha frente ficaram embolados e passei por baixo (na linha de dentro do oval), inclusive passando pela grama. Foi algo inusitado, divertido e bem no estilo Nascar de competição”, contou Paludo, que compete com o modelo Toyota Camry, com 500 cavalos de potência.

Com a ótima ultrapassagem tripla na curva final, o gaúcho concluiu a corrida na 11ª colocação, dando continuidade à evolução demonstrada na prova anterior, em Lime Rock Park, onde chegou em 9º lugar após largar em último. Esta atuação lhe rendeu o prêmio “Featherlite Most Improved Driver” (o piloto que apresenta o melhor rendimento em relação à etapa anterior), entregue em cerimônia no grid de Lee USA.

“Fiquei satisfeito com o resultado, porque, mesmo após uma prova turbulenta, cheia de acidentes e parando duas vezes no pit para consertar o carro, cheguei próximo do top-10. Virei sempre no mesmo ritmo dos líderes e consegui boa recuperação em uma pista onde é bem difícil passar, porque, se você trancar por dentro, a ultrapassagem é complicada, já que a pista é bem curta”, diz Paludo.

A próxima etapa da Nascar East será em Gresham, no dia 28 de agosto.

Resultado NASCAR K&N Pro Series East (Lee USA Speedway)

1. (4) Darrell Wallace, Jr., Mobile, Ala, Chevrolet, 125 laps, $6,825.
2. (16) Ryan Truex, Mayetta, N.J., Toyota, 125, $5,225.
3. (8 Brett Moffitt, Grimes, Iowa, Toyota, 125, $2,600.
4. (2) Eddie MacDonald, Rowley, Mass., Chevrolet, 125, $2,800.
5. (11) Cole Whitt, Alpine, Calif., Toyota, 125, $2,000.
6. (10) Andrew Smith, Pooler, Ga., Chevrolet, 125, $2,000.
7. (17) Matt Kobyluck, Uncasville, Conn., Chevrolet, 125, $1,800.
8. (14) Marc Davis, Silver Spring, Md., Chevrolet, 125, $1,200.
9. (1) Kevin Swindell, Germantown, Tenn., Chevrolet, 125, $3,200.
10. (15) Jorge Arteaga, Aguascalientes, Mexico, Dodge, 125, $1,500.
11. (13) Miguel Paludo, New Silver, Brazil, Toyota, 125, $975.
12. (5) D.J. Shaw, Conway, N.H., Chevrolet, 125, $1,450.
13. (18 John Salemi, Nashua, N.H., Chevrolet, 125, $925.
14. (22) Jason Patison, Corona, Calif., Chevrolet, 125, $1,400.
15. (7) Sergio Pena, Winchester, Va., Chevrolet, 125, $1,375.
16. (3) Max Gresham, Griffin, Ga., Toyota, 125, $1,350.
17. (12) Zach Germain, Bexley, Ohio, Toyota, 124, $825.
18. (19) Jeff Anton, Russell, Mass., Chevrolet, 123, $1,300.
19. (9) Ryan Gifford, Winchester, Tenn., Chevrolet, 116, accident, $1,275.
20. (21) Ali Kern, Fremont, Ohio, Chevrolet, 115, accident, $750.
21. (23) Todd Peck, Glenville, Pa., Chevrolet, 115, accident, $725.
22. (24) Julian Albarracin, Bogata, Columbia, Chevrolet, 115, accident, $700.
23. (6) Andrew Ranger, Roxton Pond, Quebec, Chevrolet, 108, accident,
24. (20) Ryan Duff, Hazard, Ky., Chevrolet, 62, alternator, $650.