Inflação do Carro em junho é de 0,60%

7 de agosto de 2010

A Inflação do Carro, da Agência AutoInforme, registrou uma alta de 0,60 em julho, conforme levantamento divulgado hoje (6). No acumulado do ano, o motorista teve um aumento de 0,85% nos gastos para rodar e fazer a manutenção preventiva do carro.

O estudo levanta os preços de mais de três dezenas de itens para a cesta de produtos e serviços da Inflação do Carro, como peças de reposição, serviços, impostos e seguro, além dos combustíveis, e calcula o custo de cada um por quilômetro rodado.

O combustível – álcool e gasolina – é o item que mais pesa no bolso do consumidor, cerca de 28% dos gastos totais, o que representou, em julho, uma despesa de R$ 245,48. O item “Serviços” é responsável por 25,84% dos gastos do motorista. Nesse grupo estão incluídos a mão de obra de revisão e troca de peças, mais os serviços de balanceamento e alinhamento, e outros diversos, como estacionamento e lavagem do carro. Em julho, esse grupo teve um gasto de R$ 221,78.

No total, o motorista médio – aquele que usa o carro para ir ao trabalho, fazer compras, passear e viajar com a família, gasta mais de R$ 10 mil por ano com o carro. Em julho a despesa total foi de R$ 858,13.

Em dois meses neste ano, março e junho, houve deflação dos preços, o que contribuiu para a redução da inflação acumulada. Os 0,85% acumulados nos sete primeiros meses do ano em um índice bem abaixo dos registrados nesse período em anos anteriores.