Apesar de problema na bomba de combustível Kolberg é nono na geral

11 de agosto de 2010

A caravana do 18º Rally Internacional dos Sertões começou sua marcha; e com o sol ainda nascendo, os primeiros competidores partiram para a cidade de Caldas Novas, ainda no Estado de Goiás. Após 133 quilômetros o objetivo do primeiro dia de competições e a primeira especial, era alcançado.

A especial como já havia previsto Klever Kolberg, da Valtra Dakar Eco Team, teve muitas lombadas, saltos, travessias de rios e estradinhas bastante travadas. A dupla Klever Kolber/ Flavio França largou às 11h40 de Goiânia e gastou um total de 1h49m48 para completar o percurso.

“Foi uma etapa muito boa, porém, muito mais dura do que eu imaginava. Encontramos partes de alta velocidade, curvas travadas e muitos saltos: saltos em lombadas, saltos em lombas (valetas), saltos em mata-burro, saltos cruzando rios e nosso carro nunca foi testado neste tipo de condição”, contou Klever.

O calor se fez presente neste primeiro dia de atividade, e logo nos primeiros quilômetros o Protótipo Etanol (Próton) apresentou um problema na bomba elétrica de combustível, obrigando ao piloto passar a utilizar a segunda bomba. A dupla andou durante muito tempo entre os cinco primeiros, até faltar 20 km para o final da especial, quando a segunda bomba começou a falhar, obrigando-os a diminuir o ritmo para chegar.

“A etapa exigiu muita navegação e o Flavinho foi excepcional. No entanto sofremos com um problema de conexão elétrica que parou a bomba de combustível, fazendo nosso motor perder a pressão. Então o carro ficava falhando nos 30 quilômetros finais da especial. O Flávio ainda mexeu e a pressão voltou um pouco, mas tivemos que levar o carro até o final com cautela. Isso nos atrapalhou um pouco”. comentou ainda.

Dos 150 competidores que partiram de Goiânia, apenas nove da categoria carros ainda não haviam chegado a Caldas Novas no final da tarde. Nesta quinta-feira o Rally dos Sertões 2010 atravessa o Estado de Minas Gerais, mais precisamente em direção a Unaí. Serão mais 446,17 km de especiais, sendo 214,32 cronometrados.

Foto: Marcelo Maragni/ Foto Arena