Fantozzi vence sua primeira especial nas motos

18 de agosto de 2010

A caravana de mais de 1.700 pessoas que compõe o Rally Internacional dos Sertões chegou à cidade de Balsas, no Maranhão. Nesta terça-feira (17), foi disputada a sétima etapa da 18ª edição do Rally Internacional dos Sertões. Após três levantamentos e a conferência de roteiro, a especial apresentada aos competidores, entre São Félix do Tocantins (TO) e Balsas (MA), apresentava 485 quilômetros. Entretanto, por conta das condições ruins apresentadas na estrada, uma das quatro equipes de apoio do Rally dos Sertões, composta por seis carros e 26 pessoas, não conseguiu contornar uma serra. Para um caminho alternativo, seria necessário percorrer 300 quilômetros a mais e o tempo não seria suficiente para realizar a cobertura do trecho. Prezando pela segurança dos competidores, a organização da prova optou por encurtar a especial, que foi encerrada no quilômetro 222.

Com o trecho cronometrado mais curto, quem comemorou sua primeira vitória nas motos foi Tiago Fantozzi, que concluiu o trecho em 02h19min58s0. A segunda posição ficou com Felipe Zanol, seguido pelo líder no acumulado, o espanhol Marc Coma.

A chegada a Balsas também marcou o fim da segunda perna da etapa Maratona. “É muito bom chegar a Balsas depois de dois dias tão longos. Estou feliz por passar a maratona, mas um pouco decepcionado com a diminuição

da especial de hoje. Era bem a minha cara, gosto de especiais longas, que exigem mais preparo físico.

Mas estou muito contente com o resultado. Hoje foi necessário bastante navegação, foi uma etapa típica do Sertões. Estava precisando da vitória”, comemorou Fantozzi.

Já a briga pelo título do Rally Internacional dos Sertões começa a tomar forma e se concentra em Felipe Zanol, que disputa seu primeiro rali, e o espanhol Marc Coma, bicampeão do Rally Dakar. Na especial de hoje, Zanol conseguiu tirar pouca diferença (14 segundos), e Coma comemorou o fato de não ter enfrentado problemas na etapa Maratona.

“A etapa Maratona é sempre muito equilibrada e nesses dois dias tentei administrar a moto ao máximo. Foram muitos quilômetros em condições bastante duras, especialmente no Jalapão. Mas o equipamento se comportou muito bem e agora é continuar administrando. A nona etapa deve ser muito complicada também e preciso ficar bem atento”, comentou o líder Coma.

“Após sete etapas realizadas, o balanço do Rally dos Sertões 2010 é muito bom. Fora poucos problemas de comunicação em alguns trechos das especiais, não tivemos mais dificuldades. Até aqui, a prova tem cumprido o prometido. Todas as equipes de organização, apoio e produção têm realizado um trabalho espetacular, assim como os pilotos e navegadores”, observou Marcos Moraes, organizador da prova.

Já nos quadricliclos, o polonês Rafal Sonik ampliou sua vantagem durante a sétima especial da prova vencendo a disputa com o tempo de 02h41min58s0. “Foi uma etapa extremamente dura. Acho que a mais difícil do Rally dos Sertões até agora. A especial exigiu muito do piloto e do equipamento. Estou cansado. Foi uma decisão correta encurtar a prova, pois certamente muitos pilotos não chegariam a Balsas”, comentou Rafal, que também faz sua estreia no Sertões.

A segunda posição ficou com Carlo Collet, seguido por Márcio Oliveira, Sérgio Klaumann e André Suguita. “Estou muito feliz por chegar ao final da etapa Maratona. Uma pena ter enfrentado problemas, mas estou lutando para buscar a recuperação. Hoje a especial apresentou muitas retas que testaram a potência do motor. No final, a Maratona foi muito boa. Poupei bastante o equipamento e consegui me dar bem”, comentou Collet.

Theo Ribeiro, David Santos Jr. e Andre Chaco-webventure/Divulgação.