Nissan GT ganha novo motor para etapa da Super GT

20 de agosto de 2010

As três equipes que correm com Nissan GT-R pelo campeonato japonês de Super GT voltam às pistas neste final de semana, dias 21 e 22, com novidades. Entre os pilotos que disputam a sexta etapa do Super GT, no circuito de Suzuka no Japão, está o brasileiro João Paulo de Oliveira e seu colega Hironobu Yasuda, que estão em 7º lugar tanto no campeonato de pilotos quanto no de equipes, pela Kondo Racing.

Para esta etapa, a Nissan Motorsports está com uma nova estratégia para aumentar ainda mais o desempenho dos pilotos. Para isso, preparou novos motores que estão com menor capacidade de combustível (de 4.5 litros para 3.4 litros) e proporcionam maior giro. Outra novidade é o sistema de ar condicionado, cujo acionamento passa a ser automático sempre que houver meia aceleração. Desta forma, a potência do motor será sempre constante.

João Paulo de Oliveira mantém a motivação para esta etapa. “Temos grandes chances de terminarmos a prova entre os cinco primeiros lugares. Por ser a nossa quarta troca de motor na temporada (são permitidas apenas três), vamos perder 10 posições do grid, mas estou confiante em fazer uma boa prova”, prevê o brasileiro que elogia também o novo sistema de refrigeração. “Esse sistema de ar funciona de forma inteligente. Ele é sentido principalmente nas curvas, ou quando há desaceleração do motor. É ideal para suportar os cerca de 30º graus que tem feito no Japão. São 700 km de corrida. No asfalto, o calor chega a 55º graus”, completa João Paulo.