Stock Car: Carro competitivo e estratégia são as armas para a Corrida do Milhão

31 de agosto de 2010

A Corrida do Milhão – 7ª etapa da temporada 2010 da  Stock Car – não é diferente apenas na sua premiação, mas também no seu formato. Ao invés dos 50 minutos habituais, a corrida deste domingo (dia 5), em Interlagos (SP), terá 15 minutos a mais de duração. A mudança exigirá das equipes trabalho redobrado e atenção à estratégia, já que serão necessárias duas paradas nos boxes para o reabastecimento e possível troca de pneus.

“O fato de ser mais longa demanda ainda mais atenção ao acerto do carro. Ele precisará ser constante, mesmo com o desgaste dos pneus. Serão necessárias duas paradas, em função do combustível, e a estratégia vai fazer a diferença. Temos treinado muito, estudando se vamos ou não trocar pneus, para ver em que situação perderemos menos tempo. Quem conciliar um carro bem acertado, com uma estratégia eficiente, vai estar na frente”, declarou Amadeu Rodrigues, chefe da equipe Hot Car Competições (Agecom / Bardahl).

O time não poderá contar novamente com o paulista Norberto Gresse, que se recupera da quebra da clavícula direita. Em seu lugar, a Hot Car terá mais uma vez o paranaense Ricardo Sperafico, formando dupla com o amazonense Antonio Pizzonia. “Uma pena não podermos contar com o Betinho, mas acredito que estamos muito bem representados e tanto o Pizzonia, quanto o Ricardo têm ótimas chances de brigar por essa vitória tão importante”, acredita Rodrigues.

Pizzonia, que em junho subiu ao pódio na etapa de Ribeirão Preto (SP), está ansioso para a prova, mas lembra que ter um carro competitivo desde o início dos treinos será primordial. O piloto disputou no último final de semana uma prova de meio IronMan e destaca que fisicamente está muito bem preparado para o desafio.

“É a corrida mais importante do ano, não só pelo prêmio, mas pela duração. Sempre tive uma preparação física até melhor do que a exigida por um carro como o Stock Car, então quanto a isso estou tranquilo. Não mudei nada na minha rotina e, pelo fato de ter disputado um meio IronMan no final de semana, chego nesta corrida na minha melhor forma física. Estou pronto, agora é contar um pouco com a sorte e a competência da equipe para brigarmos por essa vitória”, disse o amazonense, que busca sua primeira vitória na categoria.

“Seria muito bom vencer pela primeira vez nessa prova, não só pela parte financeira, mas por ser a corrida mais importante em termos de retorno para os patrocinadores e para a carreira mesmo. É mais importante até do que um campeonato, embora isso você leve para sempre, mas sem dúvida é um marco vencer uma Corrida do Milhão”, ressaltou.

Sperafico (Foto), que já correu a última etapa pela Hot Car, na Bahia, acredita que o relacionamento mais próximo com a equipe irá ajudar em São Paulo. “Em Salvador, apesar das dificuldades por estar fora da competição e não conhecer a equipe, acho que consegui evoluir bem no fim de semana. Agora o entrosamento será melhor e poderemos ter surpresas no resultado. Estou muito otimista e confiante no trabalho da equipe. Tenho certeza de que estaremos bem melhor do que em Salvador”, afirmou.

Sobre a estratégia, o paranaense concorda: “Não podemos cometer erros, especialmente nas paradas”. Sperafico também busca sua primeira vitória na categoria. “Estou sempre em busca da vitória, independentemente do prêmio. Mas, se vier, a comemoração vai ser dobrada e com tudo pago! (risos)”, brincou Sperafico.

Os treinos em Interlagos terão início nesta sexta-feira (3), a partir das 11h20. No domingo, a largada será às 10h50 (ao vivo na TV Globo).

Fotos: Cleonice Zonta/Divulgação.