Stock Car: Corinthians sofre, mas pontua e derrota rival

5 de setembro de 2010

Um acidente desnecessário impediu Ricardo Zonta de brigar pela vitória na “Corrida do Milhão” com o carro centenário do RZ Corinthians Motorsport. O paranaense foi atingido por Xandinho Negrão no fim da reta oposta de Interlagos, após 15 voltas completadas, e teve danos irreversíveis em seu equipamento, sendo obrigado a abandonar a prova. Negrão, por sua vez, foi excluído da etapa pela direção de prova.

“Alguns pilotos não medem a consequência do que fazem na pista durante uma tentativa de ultrapassagem, tanto que pelo toque ele [Xandinho] foi excluído direto, mas infelizmente coisas que acontecem na corrida. Agora, vamos trabalhar para a próxima”, lamentou Zonta, que foi bastante assediado pela torcida do Corinthians, que o apelidou de “Zonta da Fiel” na visitação dos boxes.

Com Zonta fora, restou a Antonio Jorge Neto (foto acima) “salvar” a honra da nação alvinegra ao terminar em 15º e somar um ponto, mesmo depois de ter enfrentado problemas no seu pit stop. Além da pontuação, Neto celebrou o fato de terminar à frente dos carros do arquirrival Palmeiras. “Foi uma corrida longa e difícil. Corri com a cabeça, pois sabia que ia ter muita confusão, uma pena que nos boxes acabamos no primeiro pit não abastecendo tudo que tinha, pois o bocal da garrafa desencaixou e faltou oito litros”.

“Não fosse isso, poderíamos ter ficado entre os dez, o que seria um resultado melhor e eu tive que fazer uma outra parada no final. O carro era muito bom e na parte final da corrida era o mais rápido da pista, mas acabou esse problema comprometendo a corrida. Foi bom, mas poderia ter sido melhor”, completou Neto, que compete com o carro número 15.

Por fim, Zonta avaliou como positiva a entrada do Palmeiras na categoria, após ter sido o pioneiro ao trazer o Timão às pistas. “A disputa entre os times é muito saudável, e temos que torcer para que outros possam aderir a Stock Car. Isso é mais uma atração legal para quem está assistindo em casa, sem contar que hoje tivemos as duas torcidas aqui vibrando a cada ação dos carros”, completou o ex-piloto das equipes McLaren, BAR, Jordan, Toyota e Renault na F-1.

A próxima etapa da Stock Car está marcada para daqui 15 dias, em Campo Grande.

Foto: Vanderley Soares/MS2.