Stock Car: Xandinho critica punição exagerada em Interlagos

6 de setembro de 2010

Em uma prova repleta de toques, rodadas, carros deixando pedaços pela pista e três entradas do safety car, Xandinho Negrão recebeu a punição mais severa da Corrida do Milhão, vencida neste domingo em Interlagos por Ricardo Maurício (RC). Por causa de um choque com Ricardo Zonta na curva da descida do lago, o piloto da Medley foi excluído pela bandeira preta por suposta conduta antidesportiva.. Depois de sair apenas em 28º, Xandinho ocupava a 11ª posição pouco antes de receber o pesado castigo.

De volta aos boxes, onde acompanhou o restante da sétima etapa da temporada, Xandinho manifestou surpresa com a decisão da direção de prova. “Não entendi nada. Não recebi sequer uma advertência ou uma penalização mais branda, como a passagem pelos boxes. Eu simplesmente fiquei sem espaço no momento do toque, mas a batida nada teve de intencional”, justificou.

Faltando apenas mais uma etapa da fase seletiva aos playoffs, marcada para dia 19 em Campo Grande, Xandinho manteve os 15 pontos e tem agora chances remotíssimas de alcançar os playoffs das últimas quatro corridas. Foi a segunda vez seguida que uma decisão discutível da CBA se reflete em sua posição no campeonato. Em Salvador, Xandinho parou sem gasolina e perdeu os pontos certos do 9º lugar por causa de uma determinação da direção de prova já na parte final que aumentou o número de voltas de 36 para 38.

Xandinho fez uma de suas melhores corridas do ano. De acordo com a estratégia da equipe, deveria fazer duas paradas para reabastecimento e troca de pneus, mas a redução do ritmo da prova determinada pelos três períodos de neutralização permitiu uma atuação agressiva e repleta de ultrapassagens. “Foi uma pena, porque eu estava logo atrás do Thiago Camilo e ele terminou em 5º. Era um dia para somar muitos pontos e me manter firme na luta por uma vaga às superfinais.”