Alonso vence e Webber volta a liderar

12 de setembro de 2010


Quando a Ferrari precisava de uma vitória para permanecer na disputa pelo mundial de construtores ela veio. Foi pelas mãos de Fernando Alonso, que já havia conquistado a pole, após um jejum de quase dois anos, que o time do “Cavallino Rampanti” retomou seu fôlego na disputa contra a McLaren e Red Bull.

Na largada do Grande Prêmio da Itália de Fórmula Um, disputado na manhã (Horário de Brasília) deste domingo (12), no circuito de Monza, Fernando Alonso não conseguiu segurar a McLaren de Jenson Button, que assumiu a liderança da corrida, deixando o espanhol em segundo, disputando o posto com seu companheiro Felipe Massa.

Por sua Vez Massa enfrentou o assédio de Lewis Hamilton, mas esse não soube dominar a ansiedade e incorreu no erro mais repetido nesta temporada, a precipitação.

A precipitação parece ser a maior falha que persegue os pilotos da Fórmula Um e no Grande Prêmio da Itália Lewis Hamilton mostrou que ser precipitado pode custar muito caro para quem deseja conquistar o título ao final da temporada.

Em uma pista onde as McLaren e Ferrari corriam com o favoritismo, o piloto britânico errou ao dividir a curva seis com Felipe Massa, que estava por dentro, na melhor trajetória, e com meio carro à frente. Afoito, Hamilton acabou tocando a roda dianteira direita do carro número dois com a roda traseira esquerda da Ferrari do brasileiro. Como resultado, a quebra da suspensão dianteira, e o consequente abandono do campeão de 2008 na primeira volta.

A imagem da televisão, na câmera a bordo do carro do inglês, foi clara, revelou o erro de Hamilton que poderia ter esperado outra curva ou a reta para tentar superar o brasileiro na pista rápida de Monza. O ótimo público vibrou ao ver a Mclaren parando na área de escape nesse que foi o 60º GP disputado em um dos maiores templos do automobilismo mundial.

Com Jenson liderando Alonso buscou imprimir forte tocada para não deixar o britânico se distanciar. A estratégia usada pelo espanhol deu resultado. Na parada nos boxes, para a troca de pneus a Ferrari devolveu a liderança para seu piloto que continuou acelerando para abrir vantagem sobre o oponente. Ao final, Fenando marcou a volta mais rápida e chegou à frente de Button com uma diferença superior a dois segundos.

Na volta final Sebastian Vettel foi responsável por mais uma emoção no GP, ao ter de fazer sua parada para troca de pneus e ainda manter a quarta posição à frente de Nico Rosberg e seu companheiro Mark Webber, que voltou a liderar a disputa pelo título de pilotos.

Alonso foi o primeiro; Button, o segundo; Massa, o terceiro; Vettel, o quarto; Rosberg, o quinto; Webber, o sexto; Hulgenberg, o sétimo; Kubica, o oitavo; Schumacher, o nono; e Barrichello, o décimo. Lucas di Grassi ficou em vigésimo e Bruno Senna abandonou a prova.

A próxima etapa da Fórmula Um será realizada nas ruas de Cingapura, no GP noturno, no dia 26 de setembro. (RL).

Confira o resultado final do GP da Itália. (Clique na imagem para ampliar).

Fotos: Escuderia Ferrari-Santander/McLaren-Vodafone/Red Bul Racing-Getty Image