Xandinho Negrão alimenta chances para se manter na briga pelo título

17 de setembro de 2010

O paulista Marcos Gomes liderou os treinos livres que abriram nesta sexta-feira a programação da oitava etapa da Stock Car, que fechará a fase seletiva às superfinais. Nono colocado no campeonato, mas com boas chances de passar aos playoffs decisivos das últimas quatro corridas, o piloto da Full Time Sports superou o paranaense Lico Kaesemodel (RCM) no último minuto da segunda sessão no Autódromo Internacional de Campo Grande. O líder Átila Abreu (AMG) foi o terceiro, seguido pelo segundo colocado no campeonato, Ricardo Maurício (RC).

Último piloto agarrado às chamadas “chances matemáticas” para se manter na luta pelo título, Xandinho Negrão (Medley) ficou satisfeito com o balanço das primeiras sessões de treinos. Ele fechou a sexta-feira na 17ª colocação e chegou aos boxes da equipe procurando saber as condições de pneus dos pilotos que se classificaram à frente. “Usei um jogo em bom estado, mas não era novo como o de vários outros. Ficar a apenas um décimo de segundo do terceiro do meu grupo foi satisfatório”, analisou Xandinho, o 20º na classificação de pilotos com 15 pontos.

Na reunião com o engenheiro Thiago Meneghel, Xandinho disse que o carro passou a sair de frente quando calçou seus melhores pneus já no fim da tarde, quando a temperatura – os termômetros bateram nos 33 graus no horário de pico do calor – começou a baixar. “Nosso problema está no quarto e último trecho da pista, onde estamos perdendo quatro décimos”, explicou Meneghel, já antecipando a opção por um acerto mais agressivo na primeira tomada classificatória e a volta a uma regulagem que não desgaste tanto os pneus caso Xandinho avance à segunda.

Os treinos classificatórios serão ainda mais importantes do que de costume. Pobre em pontos de ultrapassagem, o traçado de Campo Grande pode praticamente sepultar com antecedência o sonho de passagem às semifinais dos 15 pilotos que lutam pelas quatro vagas ainda em aberto, dependendo das posições de largada. Na verdade, até mesmo a situação de Thiago Camilo (Vogel/Ipiranga), que ocupa a 10ª colocação com 40 pontos e hoje seria o último classificado, é das mais confortáveis. Afinal, são oito a mais que o mais próximo perseguidor, o paranaense Júlio Campos (JF Racing), que passou em branco nas últimas três provas.

Os carros voltarão à pista amanhã, a partir das 8h05, para a terceira bateria de treinos livres. As tomadas classificatórias serão realizadas a partir das 11h20 locais (12h20 de Brasília).

Fotos:Miguel Costa Jr./MF2