Com vice na pole, líder Pachenki vê corrida decisiva em Campo Grande

19 de setembro de 2010

O treino classificatório que definiu neste sábado (18) o grid da sexta etapa da Copa Chevrolet Montana proporcionou um panorama interessante para a caça ao título de 2010. A pole-position para a corrida deste domingo (19) no Autódromo Internacional de Campo Grande foi conquistada pelo paulista Eduardo Leite, piloto da Hot Car Racing, vice-líder do campeonato. O paranaense Diogo Pachenki, da Nascar Motorsport, líder da pontuação, larga em quinto.

Pachenki soma 79 pontos. Leite, segundo, tem 67. O terceiro na tabela é o atual campeão da classe de acesso da Stock Car, Rafael Daniel, da Scuderia 111. Ele tem 65 pontos e larga em quarto na etapa sul-mato-grossense, dividindo a segunda fila do grid com seu companheiro de equipe Sérgio Jimenez, sétimo na classificação com 40 pontos. Uma vitória na Copa Montana, que reúne 28 pilotos na etapa de Campo Grande, vale 25 pontos.

O líder Pachenki havia sido o mais rápido dos treinos livres da sexta-feira (17), mas mostrava ciência de que o desempenho poderia não ser suficiente para a pole-position. “Minha meta aqui era mesmo um lugar entre os cinco primeiros no grid, mas hoje meu carro estava saindo bastante de traseira, isso me impediu de ter voltas mais rápidas. Dificilmente eu faria a pole, porque o Leite conseguiu uma vantagem muito boa”, apontou o paranaense.

Piloto do carro número 6, decorado nas logomarcas de Colchões Ecoflex, Mion, Revista Diference e Biodone, Diogo Pachenki vê a necessidade de ganhar posições na corrida. “Se esse resultado do grid fosse o mesmo da corrida, por exemplo, o Leite sairia daqui como líder do campeonato. Então, tenho que ir para cima. Sei que tenho um bom carro, é questão de resolvermos esse probleminha e partir em busca do quarto pódio no ano”, falou.