Carro falha mas Lucas supera dificuldades em sua primeira experiência em uma prova noturna

24 de setembro de 2010

Nesta sexta-feira (24), Lucas Di Grassi (Clear, Sorocred, Locaweb, Eurobike, Schioppa) estreou no circuito de rua de Cingapura, única etapa da temporada do Campeonato Mundial de Fórmula 1 realizada totalmente sob iluminação artificial. Como de costume em uma pista desconhecida, o brasileiro da Virgin Racing teve de superar desafios extras para se adaptar totalmente ao complexo traçado asiático, que conta com 23 curvas – sendo 14 para a esquerda e nove para a direita -, espalhadas ao longo dos 5.073 metros de extensão da pista.

“Foi minha primeira experiência aqui em Cingapura e a primeira vez que estou disputando uma corrida à noite. Como eu esperava, a pista é muito difícil e, hoje em particular, estava ainda mais. Choveu durante o dia e na segunda sessão ainda havia trechos muito úmidos. Foi uma sessão difícil, pois tive de me adaptar à pista e também desenvolver o carro, que apresentou alguns problemas mecânicos. Temos de melhorar bastante o acerto para amanhã (sábado) e também sei que vou estar melhor até a classificação”, comentou.

Para Lucas, considerado o melhor estreante em ranking divulgado pela renomada revista inglesaAutosport, em avaliação feita após as 12 primeiras etapas da temporada, a possibilidade de chuva para o fim de semana não faz com que o trabalho para melhorar o desempenho do carro para o treino classificatório seja menor.

“Tivemos alguns problemas em termos de balanço do carro, mas nada de mais. Coisa de set-up mesmo. Existe a possibilidade de chuva, mas isso não muda muita coisa. Precisamos melhorar o carro com pista seca, pois a chuva é uma possibilidade que pode ou não acontecer. Temos de trabalhar para melhorar o carro no seco”, afirmou o brasileiro.

A Rede Globo transmite o treino classificatório para o grid de largada do GP de Cingapura, 15ª etapa do Campeonato Mundial de Fórmula 1, às 11h deste sábado (25), e as 61 voltas da corrida às 9h, do domingo (26), horário de Brasília.

Confira os melhores tempos combinados dos treinos livres desta sexta-feira em Cingapura:
1 – Sebastian Vettel (ALE/RBR-Renault) – 1m46s660 (12 voltas)
2 – Mark Webber (AUS/RBR-Renault) – 1m47s287 (39)
3 – Jenson Button (ING/McLaren-Mercedes) – 1m47s690 (40)
4 – Fernando Alonso (ESP/Ferrari) – 1m47s718 (32)
5 – Lewis Hamilton (ING/McLaren-Mercedes) – 1m47s818 (40)
6 – Rubens Barrichello (BRA/Williams-Cosworth) – 1m48s302 (48)
7 – Felipe Massa (BRA/Ferrari) – 1m48s341 (50)
8 – Nico Rosberg (ALE/Mercedes) – 1m48s679 (34)
9 – Robert Kubica (POL/Renault) – 1m48s855 (26)
10 – Michael Schumacher (ALE/Mercedes) – 1m48s889 (55)
11 – Nico Hulkenberg (ALE/Williams-Cosworth) – 1m49s153 (46)
12 – Kamui Kobayashi (JAP/Sauber-Ferrari) – 1m49s438 (52)
13 – Nick Heidfeld (ALE/Sauber-Ferrari) – 1m49s558 (44)
14 – Vitaly Petrov (RUS/Renault) – 1m49s608 (50)
15 – Vitantonio Liuzzi (ITA/Force India-Mercedes) – 1m49s896 (45)
16 – Adrian Sutil (ALE/Force India-Mercedes) – 1m49s984 (26)
17 – Jaime Alguersuari (ESP/STR-Ferrari) – 1m50s191 (51)
18 – Sebastien Buemi (SUI/STR-Ferrari) – 1m50s896 (50)
19 – Heikki Kovalainen (FIN/Lotus-Cosworth) – 1m51s878 (42)
20 – Timo Glock (ALE/VRT-Cosworth) – 1m52s150 (41)
21 – Lucas di Grassi (BRA/VRT-Cosworth) – 1m53s431 (25)
22 – Jarno Trulli (ITA/Lotus-Cosworth) – 1m53s526 (27)
23 – Bruno Senna (BRA/Hispania-Cosworth) – 1m54s725 (50)
24 – Christian Klien (AUT/Hispania-Cosworth) – 1m55s542 (42)
25 – Jerome D’Ambrosio (BEL/VRT-Cosworth) – 1m59s275 (16)
26 – Fairuz Fauzy (MAL/Lotus-Cosworth) – 2m05s694 (11)

Fotos:Virgin Racing.