Barrichello faz corrida consistente e conquista pontos importantes no campeonato.

27 de setembro de 2010

Largando na sexta posição neste domingo (26) no Marina Bay, circuito de rua de Cingapura, Rubens Barrichello cruzou a linha de chegada na mesma sexta colocação, mas em boa parte da prova esteve em posições diferentes. Na largada, o brasileiro perdeu duas colocações e as recuperou no decorrer da corrida. A equipe Williams adotou uma estratégia diferente para o carro Nº 9 que fez sua troca de pneus obrigatória durante uma intervenção do carro de segurança.

Para o brasileiro, o final de semana em Cingapura foi positivo. “Foi uma boa corrida e foram bons pontos conquistados hoje. Enquanto meus freios estavam quentes, os tempos estavam bons e eu estava seguindo Kubica, mas com as paralisações devido a entrada do Safety Car, eu perdia desempenho dos freios, por isso foi difícil fazer mais progressos do que conseguimos hoje. Em resumo, acho que podemos ficar satisfeitos com nosso desempenho neste final de semana”, afirmou Rubens, agora somando 39 pontos conquistados na classificação geral do campeonato.

O vencedor do Grande Prêmio de Cingapura foi o espanhol Fernando Alonso da Ferrari. A próxima etapa da Fórmula acontece no dia 10 de outubro em Suzuka, no Japão.

Confira o resultado final do GP de Cingapura

1 – Fernando Alonso (ESP/Ferrari) – 61 voltas em 1h57m53s579
2 – Sebastian Vettel (ALE/Red Bull-Renault) – a 0s293
3 – Mark Webber (AUS/Red Bull-Renault) – a 29s141
4 – Jenson Button (ING/McLaren-Mercedes) – a 30s384
5 – Nico Rosberg (ALE/Mercedes) – a 49s394
6 – Rubens Barrichello (BRA/Williams-Cosworth) – a 56s101
7 – Robert Kubica (POL/Renault) – a 1m26s559
8 – Adrian Sutil (ALE/Force India-Mercedes) – a 1m52s416
9 – Nico Hulkenberg (ALE/Williams-Cosworth) – a 1m52s791
10 – Felipe Massa (BRA/Ferrari) – a 1m53s297
11 – Vitaly Petrov (RUS/Renault) – a 1 volta
12 – Jaime Alguersuari (ESP/Toro Rosso-Ferrari) – a 1 volta
13 – Michael Schumacher (ALE/Mercedes) – a 1 volta
14 – Sebastien Buemi (SUI/Toro Rosso-Ferrari) – a 1 volta
15 – Lucas di Grassi (BRA/Virgin-Cosworth) – a 2 voltas
16 – Heikki Kovalainen (FIN/Lotus-Cosworth) – a 3 voltas

Não completaram:

Timo Glock (ALE/Virgin-Cosworth) – a 12 voltas/mecânico
Nick Heidfeld (ALE/Sauber-Ferrari) – a 25 voltas/acidente
Lewis Hamilton (ING/McLaren-Mercedes) – a 26 voltas/acidente
Christian Klien (AUT/Hispania-Cosworth) – a 30 voltas/mecânico
Kamui Kobayashi (JAP/Sauber-Ferrari) – a 31 voltas/acidente
Bruno Senna (BRA/Hispania-Cosworth) – a 32 voltas/acidente
Jarno Trulli (ITA/Lotus-Cosworth) – a 34 voltas/mecânico
Vitantonio Liuzzi (ITA/Force India-Mercedes) – a 60 voltas/acidente.

Foto:Jean Françóis Galeron/Divulgacão