F3 Italiana: Cesar Ramos termina em sétimo e amplia vantagem na liderança do campeonato

27 de setembro de 2010

Uma pole, uma vitória, um sétimo lugar, duas voltas mais rápidas, 14 pontos de vantagem na liderança do campeonato e o balanço não poderia ser mais positivo para o brasileiro Cesar Ramos, da equipe BVM Target Racing, após a 6ª etapa da F-3 Italiana, disputada neste final de semana em Vallelunga. Depois da vitória no sábado (25), o gaúcho de Novo Hamburgo finalizou a corrida deste domingo (26) na sétima colocação. Como fez a pole na prova de ontem e os oito primeiros na tomada largam em posições invertidas, Ramos partiu hoje da oitava colocação. A vitória ficou com o italiano Sergio Campana.

Na briga pelo título, Ramos viu um de seus principais rivais, o italiano Daniel Mancinelli, abandonar na sétima volta com problemas técnicos. Já o monegasco Stephane Richelmi terminou em sexto lugar. Com os resultados, o brasileiro soma agora 130 pontos, contra 116 de Richelmi e 113 de Mancinelli, restando quatro corridas para o final da temporada. Os três primeiros colocados no campeonato ganharão como prêmio um teste na equipe Ferrari de F-1.

“Ontem foi tudo perfeito e hoje precisei ser um pouco mais conservador. Na primeira volta, houve muita confusão e preferi não arriscar muito. A equipe pediu para eu terminar entre os 10 e pontuar, então foi muito bom, porque ainda consegui fazer a melhor volta e terminar a prova com cinco pontos a mais no campeonato”, comentou o brasileiro, de 21 anos.

“O Mancinelli não terminou hoje e o Richelmi acabou somando o mesmo número de pontos que eu, então consegui aumentar a vantagem na liderança, agora com 14 pontos para o segundo colocado”, ressaltou Ramos, que tem duas vitórias e sete pódios no total da temporada.

O circuito de Mugello será o palco da penúltima rodada do campeonato, nos dias 9 e 10 de outubro. Nesta quarta-feira (29), os 26 pilotos da categoria participam de um teste na pista e iniciam os preparativos para a 7ª etapa (rodada dupla). “Na primeira corrida não fomos muito bem nesta pista, mas agora acredito que estaremos mais competitivos. No teste, já poderemos encontrar algumas coisas, fazer mudanças que farão o carro andar melhor em Mugello”, finalizou.