Superar Tagliani na tabela da Indy é a meta de Meira em Homestead

1 de outubro de 2010

A temporada 2010 da Fórmula Indy chega ao fim na noite de sábado (2). O atrativo maior das 300 Milhas de Miami fica por conta do duelo entre o escocês Dario Franchitti e o australiano Will Power pelo título. Para os outros 25 pilotos que vão à pista no Miami Speedway, contudo, o resultado da etapa vale a defesa ou a busca por posições na tabela final de classificação. Os primeiros treinos da etapa vão acontecer na tarde de sexta-feira (1º).

Para 11 pilotos, o trabalho de preparação teve início na segunda-feira (27) com testes preparatórios no oval de uma milha e meia que recebe a última corrida do ano. Vitor Meira, brasileiro que compete pela A.J. Foyt Racing, foi um dos que aproveitaram o dia de pista liberada. “Foi um teste muito positivo, vimos que nosso carro está bem equilibrado, muito bom de ‘chão’. É uma corrida em que a gente tem tudo para se dar bem”, ele aposta.

Meira tem uma meta bem definida para a corrida deste sábado: assumir o 12º lugar na classificação do campeonato. Em 13º na tabela, seis pontos atrás do canadense, é o que a matemática lhe permite. “Quando o campeonato começou, a gente sabia das dificuldades que teria pela frente e mesmo assim a ideia inicial era terminar o ano entre os 10 primeiros, mas a gente não contava com problemas em quatro corridas, como tivemos”, pondera o piloto.

Tomar a posição do canadense da FAZZT Race Team implica terminar a etapa de Homestead entre os 10 primeiros colocados, na avaliação de Meira. “Não era a posição de campeonato pela qual a gente gostaria de estar brigando, mas se você olhar por outro lado vai ver que, como as etapas vêm tendo uma média de 25 carros, a gente está no meio do grid, o que é muito bom. Com todas as limitações que tem, a A.J. Foyt deixou de ser uma equipe do fundo da fila”, comemora.