Roberval confirma estreia de novo F-Truck para etapa do Velopark

7 de outubro de 2010

A oitava e penúltima etapa do Campeonato Sul-Americano e Brasileiro de Fórmula Truck terá uma dose dupla de novidades para Roberval Andrade. O piloto da Scania Corinthians Motorsport confirmou para a corrida deste domingo (10) a estreia do “F7”, novo caminhão construído pela equipe com base no modelo G470 da Scania. A prova confronta os pilotos no Velopark, novo autódromo da cidade de Nova Santa Rita, no Rio Grande do Sul.

O caminhão foi batizado “F7” por ser o sétimo Fórmula Truck construído pela equipe de Andrade em uma década de presença na categoria. A confirmação de sua estreia deu-se após dois dias de treinos no autódromo de Piracicaba, no domingo (3) e na terça-feira (5). “Ainda é uma questão de acertar melhor o set up básico o caminhão, por isso fizemos um dia a mais de treino. Esse segundo treino amadureceu a decisão de adotar o novo caminhão”, disse.

Andrade admite que a adoção do F7 trouxe-lhe reticências. “Cheguei a ter dúvidas, num primeiro momento, sobre a conveniência de trocar de caminhão num momento tão importante do campeonato, mas ele se mostrou muito bom, rápido e com muita consistência. Vamos de F7”, confirmou. “Isso pode também ser o nosso diferencial em uma pista que é tão travada na parte mista, que não nos favorece”, ponderou o paulista, terceiro na pontuação.

O piloto da Scania Corinthians Motorsport ganhou três das sete corridas já disputadas neste ano, no Rio de Janeiro, em São Paulo e em Londrina. Em outras três, as de Guaporé, Campo Grande e Buenos Aires, enfrentou problemas quando era líder. Ele soma 107 pontos. O líder Felipe Giaffone tem 137. Valmir Benavides, o segundo na tabela, tem 117. “Faltam três corridas, temos 93 pontos para buscar, ainda estou vivo no campeonato”, avisou o piloto.

O caminhão de Andrade exibe as logomarcas de Scania, Knorr-Bremse, Banco PanAmericano, Guerra, Mann, Superpar, Ibero Eixos, Nino Faróis, KS, ZF, Frum, Truckvan, Tanesfil, Cia. Athetica, Fix Implementos e Yamaha. “Vamos ter muitos ajustes para fazer nos treinos, caminhão novo é caminhão novo, mas está na hora dele ir para a pista e mostrar o que já mostrou nos treinos que fizemos com ele”, concluiu o piloto, campeão da Truck em 2002.

Foto:Orlei Silva.