Crystal Racing Team busca pontos importantes na etapa de Londrina

8 de outubro de 2010

Há seis meses a Crystal Racing Team não deixa de marcar pontos na Stock Car. Nas últimas seis corridas, a equipe teve pelo menos um dos carros dentro da zona de pontuação, uma sequencia superada apenas por dois times, a Eurofarma RC e a Cosan Mobil Super Racing, que marcaram pontos em todas as corridas de 2010. E a expectativa é manter a regularidade na nona etapa da temporada, que será disputada neste domingo (10), em Londrina (PR).

O retrospecto ajuda: a equipe comandada por Amir Nasr já venceu na pista paranaense, em 2005. “Sempre andamos muito bem em Londrina, tanto na Stock Car quanto na Fórmula 3 Sul-Americana. É um circuito que tem alguns segredos, não é fácil e exige bastante tempo de pista. Mas nós temos uma boa base para o acerto do carro e isso é muito importante”, destaca Amir Nasr. Os trechos mais delicados, na opinião dele, são a freada do final da reta oposta e o “‘S’ de Alta”.

“Esses dois pontos são fundamentais para andar bem em Londrina. Já vi diferenças de até 15 km/h entre os carros na freada do final da reta oposta e no ‘’S’ de Alta’. O piloto precisa ganhar rapidamente intimidade com a pista e o carro precisa estar bem ajustado. Algumas coisas sempre funcionaram para nós em Londrina e vamos aproveitar a receita”, acrescenta Amir Nasr. Intimidade com a pista é algo que não falta para o piloto da Crystal Racing Team, Claudio Ricci.

Dono de três títulos nacionais (Campeonato Brasileiro de Endurance, Pick Up Racing e Itaipava GT Brasil), o piloto gaúcho conta com a própria experiência no circuito, onde já venceu por outras categorias, para somar mais pontos para a Crystal Racing Team. “A meta é essa: marcar mais pontos para ajudar a equipe. É muito difícil ganhar posições em Londrina, então o mais importante é acertar no treino classificatório”, analisa Claudio Ricci.

“Mas é uma pista onde eu sempre andei muito bem, a equipe também tem um ótimo retrospecto, isso tudo ajuda neste objetivo de marcar pontos. E mesmo lutar por um pódio, que é algo que tenho como desafio pessoal nessas quatro últimas etapas. Se tiver a chance, vou lutar por isso”, destaca Claudio Ricci. O outro piloto que disputa regularmente a temporada pela Crystal Racing Team, Constantino Jr, não participará da corrida de Londrina.

Ele será substituído pelo ex-piloto de testes da Williams na Fórmula 1, Ricardo Sperafico. “Estou muito feliz por receber esta oportunidade e, principalmente, por voltar a trabalhar com o Amir (Nasr). Vou para a pista com o objetivo de ajudar a equipe como for possível”, revela Ricardo Sperafico, que correu com o comando de Amir Nasr em 1999, na Fórmula 3 Sul-Americana. Neste ano, havia feito duas corridas na Stock Car pela Hot Car Competições.